Russell alerta McLaren após desempenho “verdadeiro e real” da Mercedes no Canadá

George Russell afirmou que as atualizações aplicadas no W15 para o GP do Canadá surtiram o efeito esperado e, por isso, deixou claro que a Mercedes agora pode brigar mais de perto com as rivais

Após conquistar o primeiro pódio da Mercedes na temporada 2024 da Fórmula 1, George Russell mostrou confiança ao afirmar que a equipe comandada por Toto Wolff tem condições de desafiar McLaren, Ferrari e Red Bull nas próximas etapas. No entanto, o aviso maior foi para o time de Lando Norris e Oscar Piastri, com quem o britânico travou uma batalha mais acirrada durante o GP do Canadá, realizado no último domingo (9).

As atualizações aplicadas pela esquadra de Brackley no W15 para a etapa no circuito Gilles Villeneuve surtiram o efeito esperado, já que tanto Lewis Hamilton quanto Russell tiveram boas performances — o #63, inclusive, foi o mais rápido na classificação de sábado e garantiu a pole-position. Porém, no dia seguinte, George assumiu que cometeu alguns erros e teve de se contentar com o terceiro lugar, atrás de Max Verstappen e Norris.

Apesar do resultado aquém do esperado na nona rodada do certame, o piloto de 26 anos ficou otimista com os passos dados pela Mercedes em Montreal e alertou as rivais, principalmente a McLaren, já que Russell acredita que Red Bull e Ferrari ainda estão um passo à frente.

“Acho que a Red Bull teve um pouco de dificuldade nas últimas duas etapas, mas ainda assim venceu duas das três últimas. Portanto, espero que eles sejam melhores quando voltarmos às corridas europeias em circuitos mais convencionais”, disse o natural de King’s Lynn.

George Russell não conseguiu segurar Max Verstappen no GP do Canadá (Foto: Reprodução/F1)

:seta_para_frente: Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
:seta_para_frente: Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

“Realmente acho que nosso desempenho é verdadeiro e real. Acho que podemos estar na briga com a McLaren”, declarou.

No momento, a Mercedes é a quarta colocada no Mundial de Construtores com 124 pontos acumulados, 88 atrás do time liderado por Andrea Stella, terceiro colocado. Mesmo deixando o Canadá sem nenhum ponto na bagagem, a Ferrari aparece no segundo posto com 252 tentos, enquanto a Red Bull ampliou a vantagem na ponta e soma 301 pontos. Russell, por sua vez, ocupa o sétimo lugar entre os pilotos.

“Espero que possamos continuar na briga com Max [Verstappen]. E vamos ver com a Ferrari, eles obviamente tiveram um fim de semana um pouco ruim”, lembrou o britânico, que voltou a lamentar os erros cometidos no domingo. “Nas últimas três voltas, estava muito concentrado em voltar ao pódio porque senti que decepcionei um pouco a equipe, perdendo Max de vista e cometendo alguns erros que me colocaram naquela posição”, finalizou.

Fórmula 1 volta entre os dias 21 e 23 de junho, em Barcelona, com o GP da Espanha, décima etapa da temporada 2024.

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.