F1

Globo corta transmissão e impede público de assistir a pódio e despedidas do GP de Abu Dhabi

A transmissão do GP de Abu Dhabi na TV Globo terminou tão logo a bandeira quadriculada foi agitada. Assim, o público brasileiro deixou de ver as comemorações de Lewis Hamilton pela vitória e de Fernando Alonso pela despedida da F1
Warm Up / VICTOR MARTINS, de São Paulo
 A largada do GP de Abu Dhabi (Foto: AFP)

A temporada da F1 acabou sem que o telespectador brasileiro pudesse acompanhar a comemoração de Lewis Hamilton por mais uma vitória na temporada 2018 e a reação de Fernando Alonso em sua despedida da categoria.
 
A TV Globo, detentora dos direitos da F1, cortou a transmissão às 12h54 (de Brasília), segundos depois o complemento da corrida, quando as mensagens via rádio entre a Mercedes e o ganhador estavam em curso. O narrador Galvão Bueno se viu obrigado a chamar o complemento do 'Esporte Espetacular', programa que acabou abrigando a F1 nas manhãs de domingo da emissora.
O público brasileiro não conseguiu ver a comemoração e o pódio em Abu Dhabi (Foto: AFP)
Não transmitir o pódio é comum nas transmissões da Indy na Bandeirantes/BandSports, mas é fato raro na Globo, ainda mais quando se trata de um momento derradeiro no campeonato. A corrida, apesar de não valer título tanto no Mundial de Pilotos quanto no de Construtores, teve valor simbólico pelo fim de uma era com a despedida de Alonso do grid.
 
Sebastian Vettel e Max Verstappen acompanharam Hamilton na cerimônia festiva. Alonso terminou a corrida em 11º, mas também acompanhou os primeiros colocados para celebrar o fim da carreira na Fórmula 1.

A Globo só foi mostrar trechos do pódio da corrida às 16h45, quando a transmissão do futebol se iniciou. Considerando a praça de São Paulo, Cléber Machado fez o chamado 'off' — narração em cima de imagens — com um resumo da corrida e a comemoração de Hamilton, Vettel e Verstappen.

Segundo Leandro Sarubo, do 'Teleguiado', dados preliminares do Ibope apontam que a decisão da Globo não foi motivada por eventual perda de audiência: a F1 liderou com 9,5 pontos, contra 7 do SBT e 5.2 da Record — considerando a praça paulista.