GP às 10: Flavio Gomes analisa brilho dos renegados no GP do Azerbaijão de F1

Os renegados foram exaltados em Baku: Pérez, Vettel e Gasly, nesta ordem, formaram o pódio. Flavio Gomes avalia a trajetória do trio

Acidente do líder, erro do campeão e vitória de Pérez: os melhores momentos do GP do Azerbaijão (GRANDE PRÊMIO com Reuters)

O GP do Azerbaijão retornou após um ano de ausência no calendário da Fórmula 1 com uma corrida daquelas e que brindou o público com um grande final. Com as desventuras de Max Verstappen e Lewis Hamilton, o pódio que apareceu foi formado por três pilotos renegados do grid atual. É a avaliação de Flavio Gomes no GP às 10 desta terça-feira (8).

Verstappen ia para mais uma vitória, mas um estouro de pneu repentino causou batida e abandono; Hamilton, que tentou uma manobra para vencer no fim, ficou enrolado com os freios e acabou fora da pista e dos pontos. Assim, o pódio ficou para Sergio Pérez na vitória, Sebastian Vettel e Pierre Gasly logo atrás.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!
+Opinião GP: Red Bull ganha sabendo que podia mais e Mercedes se vê no poço em Baku

PÓDIO; GP DO AZERBAIJÃO; BAKU; SEBASTIAN VETTEL; SERGIO PÉREZ; PIERRE GASLY;
Sergio Pérez entre Sebastian Vettel e Pierre Gasly: o pódio improvável do GP do Azerbaijão (Foto: Maxim Shemetov/ Red Bull Content Pool/Getty Images)

A história dos três oferece certa jornada de recuperação. Pérez chegou a falar em aposentadoria em outubro de 2020, quando já se sabia que não ficaria na Racing Point/Aston Martin e o grid parecia fechado antes da Red Bull estender a mão e abrir a surpreendente porta.

Já Vettel, um tetracampeão mundial, deixou a Ferrari em desgraça e foi chamado exatamente para vaga de Pérez na Aston Martin. Diferente do mexicano, entretanto, teve de ouvir especulações sobre o fim de sua carreira e talento.

Gasly foi de campeão da F2 a descarte da Red Bull em pouquíssimo tempo, mas voltou à AlphaTauri para mostrar o tamanho do talento que possui. Numa equipe que ficou 11 anos sem aparecer no pódio, consegue descolar uma subida ao top-3 pelo terceiro ano consecutivo. É a demonstração que os humilhados – e os renegados podem ser exaltados na F1.

Assista, curta e compartilhe o GP às 10 de hoje:

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar