GP às 10: Ordem de equipe é babaquice e transforma (mais uma vez) Ferrari em vilã da Fórmula 1

No #GPàs10 desta manhã de segunda-feira (15), Flavio Gomes analisa mais uma ordem de equipe da Ferrari na temporada como uma grande babaquice e um gesto que prejudica a todos, além de manchar, novamente, a imagem de uma equipe marcada por vários gestos do tipo ao longo da sua história na Fórmula 1

A polêmica ordem da Ferrari ao pedir para Charles Leclerc abrir passagem para Sebastian Vettel nas voltas iniciais do GP da China de Fórmula 1 é o tema de Flavio Gomes no GP às 10 desta manhã de segunda-feira (15). O jornalista ressalta o morno GP 1000 da história da F1 em que teve a Ferrari novamente como a grande vilã da categoria em um gesto descrito como babaquice e que prejudica a todos: queima Leclerc, deixa Vettel com imagem de chorão e faz criar muita polêmica e mal estar dentro da própria equipe, além de não servir para nada, como a própria história trata de contar em situações semelhantes.
 
Gomes também cita o domínio da Mercedes neste início de temporada, com três dobradinhas nas três primeiras corridas do ano e lembra que a Ferrari vai ficar mais um ano na fila se ficar mais preocupada com babaquices de ordens de equipe para agradar um piloto ao invés de focar na luta contra a rival prateada. Por fim, Flavio ressalta a grande corrida de Lewis Hamilton, que chegou à sua 75ª vitória na Fórmula 1 e caminha para ser o maior piloto de todos os tempos.

O GP às 10 é a série que traz um comentário em vídeo dos jornalistas do GRANDE PRÊMIO, sempre às 10h (de Brasília), do dia e da noite. Veja aqui todas as edições do GP às 10.


 

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube