GP da Rússia fala em preparação meticulosa e planeja ter “o maior público possível”

A confirmação do GP da Rússia como décima etapa da temporada 2020 do Mundial de Fórmula 1 dá sequência ao plano do promotor Alexey Titov de realizar a prova no Parque Olímpico de Sóchi com a presença do público. Os ingressos já começaram a ser vendidos

A Fórmula 1 anunciou, na manhã desta sexta-feira (10), uma pequena nova parte do seu calendário revisado para a temporada 2020. O GP da Toscana, que vai ser disputado no circuito italiano de Mugello, foi confirmado para 13 de setembro e, duas semanas depois, a principal categoria do automobilismo confirmou a realização do GP da Rússia, que vai novamente ter lugar no Parque Olímpico de Sóchi. A Rosgonki, responsável por promover e organizar o evento, já iniciou a venda de ingressos e afirmou que a prova vai contar com “o maior público possível”.

É a primeira prova oficialmente confirmada no calendário do Mundial de Fórmula 1 deste ano a informar que vai abrir a venda de ingressos ao público. No momento, todas as outras provas já realizadas vão ser disputadas com portões fechados para evitar a disseminação e o contágio pelo Covid-19.

O GP da Rússia já começou a vender os ingressos para a prova, marcada para 27 de setembro (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

Alexey Titov, promotor do GP da Rússia, ressalta a intenção em ter torcedores nas arquibancadas no circuito no fim de setembro.

“Juntos com o Governo da Rússia, a Federação e a gestão do campeonato, nós fizemos todos os esforços para que o GP da Rússia aconteça neste ano. Vai ser um festival incrível para o maior público possível”, disse o executivo.

“A audiência no evento permanece em um bom nível neste ano, e estamos confiantes de que as dificuldades em 2020 não vão se tornar um obstáculo especial para os fãs de automobilismo”, declarou Titov, ressaltando os desafios que a categoria enfrenta para realizar o Mundial diante da pandemia.

“Estamos nos preparando meticulosamente para receber os espectadores com segurança e estamos ansiosos para ver todos no Parque Olímpico”, complementou.

De acordo com a última atualização divulgada pela Universidade Johns Hopkins, a Rússia é o quarto país com mais casos confirmados do novo coronavírus, somente atrás dos Estados Unidos, Brasil e Índia, com 712.863 pessoas que testaram positivo e 11 mil vidas perdidas. Segundo a instituição, a região de Krasnodar, onde está localizada o balneário de Sóchi, registra 6.589 pessoas com Covid-19 e 83 mortes.

O GRANDE PRÊMIO transmite ao vivo e em tempo real todas as atividades do GP da Estíria, segunda etapa do campeonato da Fórmula 1 2020.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube