Haas resgata Hülkenberg e fecha dupla com Magnussen para temporada 2023 da Fórmula 1

Haas confirmou as expectativas e anunciou Nico Hülkenberg como titular para 2023. O alemão retorna ao grid após ser reserva nas últimas três temporadas

O grid da Fórmula 1 2023 está fechado. A Haas oficializou nesta quinta-feira (17) a contratação do piloto alemão Nico Hülkenberg como titular do time. Ele substituirá o compatriota Mick Schumacher e formará dupla com o dinamarquês Kevin Magnussen. O alemão será piloto titular na F1 pela primeira vez desde 2019.

A Haas resolveu a questão em meia hora. Às 2h (de Brasília), soltou um comunicado confirmando a saída de Schumacher, que não recebeu bem a notícia e afirmou estar muito desapontado; às 2h30, revelou que Hülkenberg se torna titular em 2023. O acordo é válido, por enquanto, apenas para esta temporada.

Relacionadas


O piloto que virou sinônimo de ‘super sub’ nos últimos anos ganha, assim, nova chance na categoria. “Estou muito feliz por conseguir um assento de corrida em tempo integral com a Haas em 2023”, afirmou Nico Hülkenberg. “Sinto que nunca deixei a Fórmula 1. Estou animado por ter a oportunidade de fazer o que mais amo novamente e quero agradecer a Gene Haas e Guenther Steiner pela confiança. Temos trabalho pela frente para poder competir com todas as outras equipes no meio do pelotão e mal posso esperar para entrar nessa batalha novamente”, completou o piloto.

HÜLKENBERG É ESCOLHA ESTRANHA DA HAAS, MAS É PILOTO ‘NÍVEL F1’ | GP às 10

Aos 35 anos de idade, Hülkenberg estreou na Fórmula 1 em 2010, pela Williams. Após um ano de hiato, retornou em 2012 e teve passagens por Force India, Sauber e Renault, se consolidando como um dos grandes nomes do pelotão intermediário da categoria. Em 2020, acabou trocado por Esteban Ocon, mas ainda seguiu no grid como substituto de pilotos infectados por Covid-19.

Na temporada 2022, fez as duas primeiras corridas do campeonato pela Aston Martin, substituindo Sebastian Vettel. Teve como melhor resultado o 12º lugar no GP da Arábia Saudita.

Steiner não escondeu a satisfação por poder contar com Hülkenberg. “A experiência e base de conhecimento que Nico traz para a equipe é clara de se ver, com quase 200 largadas na Fórmula 1, e uma reputação de ser um grande classificador e um piloto sólido e confiável”, falou o dirigente. “Esses são atributos que, quando combinados com a experiência de Kevin Magnussen, nos dão uma formação de pilotos muito confiável e experiente, que acreditamos que ajudará a impulsionar a equipe no grid. Esse é obviamente o objetivo e foi essa ambição que motivou o retorno de Nico à Fórmula 1: ele compartilha nossa visão e pode ser um jogador-chave junto com o resto da equipe na construção das bases que estabelecemos este ano com nosso retorno à Fórmula 1 à luta pelos pontos”, completou.

Hülkenberg já vai participar do teste da F1 depois do GP de Abu Dhabi, guiando o carro da Haas ao lado de Pietro Fittipaldi.

Com a confirmação de Hülkenberg, o grid da F1 2023 está praticamente definido antes do início das atividades do fim de semana em Abu Dhabi, prova que encerra a temporada deste ano. A Williams já afirmou que Logan Sargeant será o titular ao lado de Alexander Albon, mas a garantia só virá se o estadunidense conseguir os pontos necessários para a superlicença na Fórmula 2 após a rodada dupla em Yas Marina.

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.