Hamilton destaca bom ritmo da Mercedes, mas evita empolgação: “É difícil julgar onde estamos”

Lewis Hamilton exaltou o bom ritmo da Mercedes nos treinos desta sexta-feira (22) na Malásia. Britânico, entretanto, evitou empolgação e disse que ainda não é possível saber onde o time está em relação aos rivais

Lewis Hamilton ficou com a nona melhor marca no resultado combinado das duas sessões de treinos livres realizadas na Malásia nesta sexta-feira (22). O britânico cravou 1min37s574 como sua melhor marca em Sepang e ficou a 1s005 de Kimi Räikkönen, o líder das atividades

 
Após a sessão, Hamilton se mostrou animado com o desempenho da escuderia de Brackley, mas procurou conter sua empolgação, por entender que ainda é cedo para comprar sua performance com a dos times rivais.
Hamilton vê Mercedes melhor na Malásia (Foto: Mercedes)

“Tivemos um bom trecho longo nesta sessão, então não achamos que estamos comendo demais os pneus”, contou. “Na primeira sessão, nós mastigamos um pouco os pneus, mas isso foi principalmente por causa do acerto do carro, nós tínhamos um set-up em que [o carro] saia muito de traseira”, explicou. 


Na visão de Lewis, a Mercedes está melhor na Malásia do que esteve na Austrália. “Acho que estamos muito fortes em ritmo de corrida”, avaliou. “Quando fizemos o trecho longo, parecemos bem fortes.”
 
“Me senti rápido e melhor do que me senti na corrida anterior, e espero que seja assim”, comentou o campeão de 2008. “Demos um passo à frente com o ritmo em trechos longos, mas os outros também parecem bem rápidos, então é difícil julgar onde estamos.”
 
“A Lotus parece realmente rápida e até que eu analise as voltas, não posso julgar o quão bem nós fomos”, concluiu. 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube