Hülkenberg afirma que não ficou com medo de acabar sem vaga na temporada 2014 da F1

O novo contratado da Force India disse que sabia das opções do mercado e por isso pôde esperar até o último momento para decidir onde vai correr no próximo campeonato

Nico Hülkenberg foi, durante muito tempo, a chave para o mercado de pilotos da temporada 2014 da F1. Longe da Ferrari, o alemão esperou até o último minuto para que o dinheiro da Quantum chegasse à Lotus, antes de fechar contrato para voltar à Force India. Toda essa indefinição, no entanto, não preocupou o germânico. Já confirmado na escuderia de Vijay Mallya, Hülk disse que em momento algum temeu ficar fora do grid.

“Eu obviamente me lembro do que aconteceu no fim de 2010, mas a situação era diferente este ano”, disse o alemão ao site oficial da F1. “Eu sabia as opções disponíveis e nunca fiquei seriamente preocupado em não continuar no grid. Eu acho que estou em um bom lugar, e continuar sendo um piloto de F1 é algo que vale muito nesses dias”, declarou.

Vijay Mallya e NIco Hülkenberg (Foto: Force India)

A situação atual foi bastante diferente da encontrada pelo piloto no fim de 2010. Naquele ano, Hülk havia conquistado a pole-position para o GP do Brasil, mesmo competindo pela Williams, mas ficou sem vaga de titular na F1 no campeonato seguinte, pois o time de Grove optou por Pastor Maldonado e os petrodólares da PDVSA.

Dessa vez, o cenário mudou. O germânico foi procurado por diversas equipes e pôde esperar até o último momento para definir onde vai correr.

Hülk ainda comentou sobre ter ficado sem a vaga na Ferrari, que optou pela experiência de Kimi Räikkönen. O piloto reconheceu que gostaria de brigar por vitórias na F1, mas disse que tem paciência para esperar o momento certo de se transferir para uma escuderia de ponta da categoria.

“Eu estou pilotando para um time que é ambicioso e tem grandes expectativas para o futuro. Claro que eu quero estar ganhando corridas, mas ainda sou jovem, e 2014 será apenas a minha quarta temporada como piloto na F1. E, no próximo ano, nós entramos em uma nova era na F1, então não está claro qual time fará o melhor trabalho”, encerrou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube