Hülkenberg avalia dia “surpreendentemente bom” para Renault, mas diz: “Tempos enganam um pouco”

Nico Hülkenberg endossou as palavras do companheiro de equipe, Carlos Sainz, para elogiar a performance da Renault nesta sexta-feira no México, mas, ao mesmo tempo, também não espera bater novamente Ferrari e Mercedes na sequência do fim de semana

É verdade que a Red Bull foi a grande dona da sexta-feira (26) de treinos livres do GP do México, mas a Renault despontou como a maior surpresa positiva. Pela manhã, Carlos Sainz e Nico Hülkenberg só ficaram atrás dos carros taurinos e finalizaram em terceiro e quarto, respectivamente, enquanto na sessão da tarde o espanhol foi novamente terceiro, 0s001 mais rápido que Vettel, enquanto Hülkenberg fechou em quinto. O alemão deixou para trás a Ferrari de Kimi Räikkönen e as Mercedes de Lewis Hamilton e Valtteri Bottas.
 
No fim das contas, Nico reagiu da mesma forma que seu companheiro de equipe e deixou claro que não esperava uma performance tão boa nesta sexta-feira. “Surpreendentemente bom”, descreveu o piloto em entrevista acompanhada pelo GRANDE PRÊMIO pouco depois do encerramento dos trabalhos do dia no Autódromo Hermanos Rodríguez.
 
“Eu resumiria a essas duas palavras não porque não seja muito bom ver os dois carros da Renault e também as unidades de potência da Renault lá no topo. A equipe está trabalhando duro, a equipe está trabalhando bastante nesta fase da temporada para garantir o quarto lugar do campeonato”, salientou.
Nico Hülkenberg não esperava que a Renault fosse tão bem no México (Foto: Renault)

A Renault vem de um resultado muito forte nos Estados Unidos, onde terminou em sexto, com o próprio Hülkenberg, e em sétimo com Sainz. Em curva ascendente nesta reta final de temporada, o alemão vê a equipe mais confiante e com potencial, mas não acredita, contudo, que seja possível brigar de igual para igual com as três maiores forças do grid.

 
“Acho que essas folhas de tempo enganam um pouco porque você vê a Force India, a Toro Rosso, vê a Sauber particularmente perto de nós, cerca de meio décimo, um décimo, mas então você vê Ferrari e Mercedes em lugar algum. É estranho, num espaço de quatro dias, eles ficarem de 2s mais rápidos para estarem perto de nós”, analisou.
 
De fato, sobretudo o segundo treino livre mostrou um enorme equilíbrio de forças. A diferença de tempos de Hülkenberg, quinto colocado, para a Sauber de Charles Leclerc, 13º, foi de menos de 1s. Quando se olha mais acima, apenas 0s121 separaram Nico de Sergio Pérez, décimo colocado.
 
Mas Hülkenberg não se ilude com a performance abaixo do normal das rivais Ferrari e Mercedes. 
 
“Não acredito que possamos bater ou mesmo lutar com Ferrari ou Mercedes. Eu me esforço para acreditar porque a diferença tem sido muito grande. Não sei porque eles ficaram longe do ritmo hoje. Acho que vamos descobrir amanhã”, complementou.
 
O GRANDE PRÊMIO cobre ‘in loco’ o GP do México de F1 neste fim de semana com a repórter Evelyn Guimarães.
 
E o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 acontece este ano nos dias 9, 10 e 11 de novembro, no autódromo de Interlagos. Os ingressos para a corrida estão disponíveis no único site oficial do evento: www.gpbrasil.com.br.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube