Hülkenberg faz 1° teste em simulador e vê carro da Aston Martin “muito diferente”

O alemão, que deixou a Fórmula 1 ao final de 2019, tem o posto de reserva da Aston Martin para 2021, e deu suas primeiras impressões do carro verde

Nico Hülkenberg ficou sem vaga na Fórmula 1 para 2021 como titular, mas não ficou sem emprego: antes do GP do Bahrein, confirmou que será reserva da Mercedes e da Aston Martin, fazendo também testes em simulador.

E foi este trabalho que ele já iniciou: na última semana, Hülkenberg foi ao simulador da Aston Martin, e ao portal Motorsport Total deu suas primeiras impressões – o alemão andou com a então Racing Point em 2020, substituindo Sergio Pérez e Lance Stroll quando estes testaram positivo para coronavírus.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

WEB STORIES: O grid da Fórmula 1 2021

Nico Hülkenberg ficou sem vaga para 2021 (Foto: Beto Issa)

“No simulador, você tem a sensação de como é quando você piloto um carro. Essa primeira sensação é muito importante. E o carro da Aston Martin é muito diferente em relação ao ano passado”, comentou.

“Mas quando você testa na pista é que conta realmente. Na pista, a sensação é sempre diferente e é um aprendizado pelo qual você precisa passar muito rapidamente”, completou – em citação que vale até para Sebastian Vettel, que não andou bem na estreia pela equipe em Sakhir.

Em 2020, Hülkenberg disputou o GP dos 70 anos, terminando em sétimo, e o GP do Eifel, ficando em oitavo. Hülk deixou a F1 após ter estreado em 2010, pela Williams, e disputado nove temporadas completas. A Fórmula 1 volta no dia 18 de abril, com a segunda etapa: o GP da Emília-Romanha, em Ímola.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube