Villeneuve diz que rivalidade Senna-Prost é maior que Hamilton-Verstappen: “Havia ódio”

A nova rivalidade da Fórmula 1, entre Lewis Hamilton e Max Verstappen, ganha os noticiários de todo o mundo, mas Jacques Villeneuve acredita que não é a maior da categoria. E ainda analisou o incidente no GP da Itália


▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Lewis Hamilton e Max Verstappen bateram no incrível GP da Itália (Vídeo: Reprodução/TV)

A intensa disputa entre Max Verstappen e Lewis Hamilton durante a temporada 2021 terminou em mais um acidente, dessa vez no GP da Itália, novamente atraindo a atenção de todos os fãs da Fórmula 1 e tornando-se o grande assunto no paddock. Jornalistas, dirigentes e até ex-pilotos analisaram o caso, como fez Jacques Villeneuve, campeão da categoria em 1997.

Em texto para o jornal italiano Corriere Dela Sera, Villeneuve analisou a punição sofrida por Verstappen para a próxima corrida, na Rússia, quando vai perder três posições no grid de largada.

“Em Monza, os dois tiveram culpa. Max foi agressivo, poderia ter cortado a chicane e depois devolvido a posição. Lewis poderia ter dado mais espaço, mas queria se manter na frente. Deram uma punição a ele [Verstappen] porque a Red Bull ficou sobre o carro de Hamilton. Então, puniram pelas consequências, não pela ação”, disse o canadense.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

O fim da corrida para Verstappen e Hamilton no GP da Itália (Foto: Reprodução)

LEIA TAMBÉM
+OPINIÃO GP: Hamilton tem razão: Verstappen teima em ceder e adota posição perigosa
+Hamilton se espanta com atitude de Verstappen após incidente: “Surpreendente”
+Ricciardo amanhece ainda incrédulo com vitória no GP da Itália: “Não consegui dormir”

“Verstappen é sempre agressivo, mas é mais ainda contra o Hamilton. Aí você coloca os dois juntos em uma curva, eles fazem essas coisas. Mas esses momentos fazem parte da Fórmula 1. Se pensar em punições por coisas assim toda vez, então nunca mais vão correr contra o outro por medo de ultrapassagens”, completou.

Questionado se a batalha entre os atuais líderes do campeonato da F1 se assemelha com os duelos do passado entre Ayrton Senna e Alain Prost, o ex-piloto desconversou.

“A rivalidade deles [Senna e Prost] foi além do limite, havia ódio e vontade de jogar sujo. Entre Lewis e Max, não. Espero ver outros duelos, mas sem alguém terminar no muro, se voltar a acontecer um dia”, pontuou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar