Ricciardo amanhece ainda incrédulo com vitória no GP da Itália: “Não consegui dormir”

Daniel Ricciardo sequer dormiu depois da vitória no incrível GP da Itália do último domingo. O dono do maior sorriso da Fórmula 1 ainda não consegue acreditar: “Vencemos em Monza, McLaren?”

Lewis Hamilton e Max Verstappen batem: carro da Red Bull fica sobre o da Mercedes (Vídeo: F1)

O maior sorriso da Fórmula 1 voltou a brilhar. Daniel Ricciardo alcançou uma vitória inesperada no incrível GP da Itália do último domingo e ajudou a McLaren a quebrar um jejum que durava quase dez anos. Desde o GP do Brasil de 2012, quando Jenson Button triunfou em Interlagos, que a equipe multicampeã mundial não visitava o topo do pódio.

Mas como foi o dia seguinte à vitória de Daniel em Monza?

“Não consegui dormir de verdade. Ainda flutuando pelo número avassalador de mensagens. Muito obrigado. Vencemos em Monza, McLaren?”, escreveu o australiano no Twitter, ainda incrédulo com o que havia acabado de conquistar.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

O maior sorriso da Fórmula 1 brilhou na Itália (Foto: Beto Issa)

LEIA TAMBÉM
+OPINIÃO GP: Hamilton tem razão: Verstappen teima em ceder e adota posição perigosa
+Hamilton se espanta com atitude de Verstappen após incidente: “Surpreendente”

O piloto agradeceu aos muitos fãs ao redor do mundo pelas mensagens de carinho logo depois da vitória na Itália, mas redeu palavras especiais de afeto para a McLaren. Ricciardo destacou o amplo apoio da equipe britânica, sobretudo nos momentos mais difíceis ao longo de uma temporada marcada pelas dificuldades do australiano para se adaptar ao estilo do MCL35M.

No último fim de semana, a frustração por não conseguir tirar o máximo do carro e ficar longe da performance desejada deu lugar ao júbilo diante de uma vitória irretocável.

“Há muitas pessoas a quem agradecer, mas, primeiramente, à McLaren”, salientou Ricciardo. “Foi um período longo para eles. Estar com esta equipe e ter o apoio que eles me deram é incrível. Agradeço a todos os membros da equipe”, escreveu o australiano.

“Este esporte significa muito para nós. Ontem foi muito mágico. Obrigado”, complementou.

Além do jejum de vitórias da McLaren, Ricciardo quebrou sua própria seca: desde o GP de Mônaco de 2018, quando ainda era piloto da Red Bull, que o oceânico não ocupava o topo do pódio. Desde então, Daniel deixou a equipe taurina, ficou dois anos na Renault e abriu um novo ciclo da carreira na McLaren. Um ciclo que começou de forma muito difícil, mas que, de maneira até surpreendente, alcançou seu apogeu no último domingo.

“Ainda sei como vencer. Nunca deixei de acreditar em mim. Sei que as pessoas me questionaram e isso não me chateia, mas sei do que sou capaz e sabia que este fim de semana seria especial. Nunca subi ao pódio em Monza e tampouco com a McLaren. E aí, já que a gente está lá, que seja com uma vitória”, sorriu Ricciardo em entrevista ao serviço espanhol de streaming DAZN.

HALO SALVA HAMILTON EM BATIDA COM VERSTAPPEN, RICCIARDO VENCE: O GP DA ITÁLIA DE F1 | Briefing

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar