Räikkönen ajuda Alfa Romeo com simulador, mas diz: “Não é o dia mais divertido”

De saída da Fórmula 1 ao fim da atual temporada, Kimi Räikkönen tem uma certeza: não sentirá nenhuma falta de trabalhar nos simuladores

O resumo do não-GP da Bélgica de Fórmula 1 (Vídeo: GRANDE PRÊMIO)

Kimi Räikkönen confirmou, na última quarta-feira (1), que vai fazer suas últimas provas como piloto de Fórmula 1 no restante da temporada 2021. O mais veterano piloto do grid atual, recordista com 342 largadas, estreou no Mundial há 20 anos, numa época em que a F1 era um universo um pouco diferente dos dias de hoje. Os simuladores, por exemplo, são parte fundamental do desenvolvimento de um carro e também do treinamento de um piloto para um fim de semana, mas o ‘Homem de Gelo’ jamais se mostrou um apreciador de tal sistema.

Nos últimos meses, a Alfa Romeo tem desenvolvido seu novo simulador, elemento com o qual pretende, nas próximas temporadas, ser de grande valia para um salto de qualidade na Fórmula 1.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Kimi Räikkönen não vai sentir falta dos trabalhos no simulador na F1 (Foto: Alfa Romeo)

E mesmo que o trabalho no simulador não seja muito do seu gosto, Kimi não se opõe a ajudar a equipe, até mesmo porque mora perto da sede da Alfa Romeo, que está localizada em Hinwil, na Suíça.

“Esse é o grande problema em tudo isso agora. Para mim, é fácil ir, estou a apenas 40 minutos de distância. Quando ainda é uma coisa bastante nova para a equipe, muito trabalho precisa ser feito. Tenho alguma experiência com outro simuladores e vou fazer isso”, declarou o veterano em entrevista ao site britânico GPFans.

LEIA TAMBÉM
+Räikkönen anuncia aposentadoria ao fim da temporada 2021 da Fórmula 1 via Instagram
+Último da geração, Räikkönen deixa Fórmula 1. E sempre soube o que estava fazendo

Felipe Giaffone é o convidado especial do Paddockast #119, que discute: o que mudar para evitar uma não-corrida? Ouça!

Trabalhar nos simuladores e ajudar a equipe é uma coisa. Outra, bem diferente, é gostar de tal tipo de trabalho. E Räikkönen reforça que não é um grande fã dos simuladores.

“Nem sempre é o dia mais divertido quando você fica sentado num bunker por um dia, mas é um bom grupo e, felizmente, até agora tem sido bem tranquilo”, complementou o finlandês de 41 anos.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Antonio Giovinazzi, que parece estar de saída da equipe ítalo-suíça depois de três temporadas, também tem sido peça importante para, por conta da sua experiência, ajudar a Alfa Romeo a evoluir nas próximas temporadas.

“O simulador ainda é muito novo. Estamos trabalhando, primeiro para tentar melhorá-lo. Felizmente, podemos usar para melhorar nosso carro. Ainda há um longo caminho pela frente, mas precisamos fazer alguns quilômetros para melhorar o simulador e, em seguida, para melhorar o carro”, declarou o italiano.

BOMBA NA F1 2022! RUSSELL NA MERCEDES, RÄIKKÖNEN E GIOVINAZZI FORA E ALFA ROMEO SEM FERRARI? (VÍDEO: GP NOTÍCIAS)

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar