Kvyat pensa que tem “boa chance” de brigar pelas primeiras posições devido a mudança nas regras

O jovem russo Daniil Kvyat espera que a temporada 2014 seja equilibrada entre os times de ponta e as equipes do meio do pelotão devido à mudança radical nas regras

A grande mudança de regulamento da F1 para 2014 dá às equipes médias uma “boa chance” de brigar pelas primeiras posições em alguns GPs, avalia o jovem russo Daniil Kvyat, que estreará na categoria com a Toro Rosso. Neste ano, o Mundial passa a utilizar motores V6 turbo com capacidade de 1,6 L.

Em entrevista à emissora russa TV Rain, o promissor garoto da Red Bull não quis definir um objetivo, mas afirmou que espera por um campeonato bastante equilibrado. Em 2013, as equipes médias não conseguiram acompanhar os times de ponta.

Campeão da GP3, Kvyat espera conseguir bons resultados já no primeiro ano na F1 (Foto: GP3)

“Eu não gosto de fazer tais planos. Eu acho que você sempre deve forçar ao máximo e ver o que tira disso. Mas eu acredito que temos uma boa chance de brigar pelas primeiras posições, especialmente em um ano em que as regras vão mudar tanto”, disse Kvyat.

“As equipes médias vão ter uma chance de andar na frente, e eu realmente espero que elas consigam”, completou.

Na entrevista, o piloto também falou sobre patrocínios e declarou que qualquer apoio de empresas de seu país seria bem-vindo para a Toro Rosso. “É um processo longo e não tão fácil. Mas, é claro, estamos sempre abertos a negociações com quaisquer patrocinadores”, avisou Daniil.

“Se houver propostas interessantes, vamos considerá-las, pois patrocinadores russos são muito bem-vindos”, finalizou.

Aos 19 anos, Kvyat venceu em 2013 o campeonato da GP3 e foi promovido direto para a F1 pela Red Bull para ocupar o lugar de Daniel Ricciardo na Toro Rosso.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube