Lauda acredita que tática de Hamilton “nunca” daria certo e cutuca: “Usávamos truques no passado, mas havia respeito”

Niki Lauda não gostou da postura de Lewis Hamilton no GP de Abu Dhabi. Ao tentar bloquear Nico Rosberg – em uma tentativa final de tirar o título do alemão –, Hamilton só conseguiu colocar em risco a vitória da Mercedes, acredita Lauda

 
Niki Lauda não engoliu a manobra adotada por Lewis Hamilton no GP de Abu Dhabi. Para relegar Nico Rosberg ao quarto lugar e ser campeão, o britânico segurou os líderes e permitiu a aproximação de Ferrari e Red Bull. Pela pouca chance de sucesso, o austríaco acredita que não foi uma estratégia esperta – e que poderia comprometer a Mercedes.
 
“Usávamos todos os truques no passados, mas ainda havia respeito de um pelo outro”, cutucou Lauda, falando ao canal britânico ‘Channel 4’. Nico (Rosberg) fez um grande trabalho o ano inteiro, tinha 12 pontos de vantagem, então empurrar ele para o quarto lugar nunca aconteceria. Eu preciso dar os parabéns ao Nico, o primeiro título é o mais trabalhoso”, seguiu.
Lewis Hamilton e Niki Lauda (Foto: Getty Images)

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 3
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

“Eu entendo a ação do Lewis, mas, por outro lado, existe um trabalho da equipe. A Mercedes precisa vencer essas corridas da forma mais sólida. No fim das contas é empolgante, mas não é seguro. Demos ordens para acelerar e ele disse ‘me deixe sozinho, estou correndo’, que é uma frase engraçada, diga-se”, completou.
 
Apesar de exposto aos velozes Sebastian Vettel e Max Verstappen, Rosberg segurou as pontas. Não correu risco de ser ultrapassado, apesar dos pneus gastos e da impossibilidade de fazer voltas verdadeiramente rápidas.
 
A F1 parte para as férias e só retorna em 2017. A próxima corrida, o GP da Austrália, está marcada para 26 de março.
fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube