Leclerc admite ser bom ouvir elogios de Hamilton e Vettel, mas diz que “evito passar muito tempo pensando”

Charles Leclerc tem recebido diversos elogios de diferentes nomes do paddock da Fórmula 1. Entretanto, apesar do monegasco reconhecer que é bom ouvir as palavras de outros pilotos, tenta não pensar nisso, se focando apenas em melhorar sua performance

Charles Leclerc evita pensar muito sobre a boa forma apresentada na Ferrari. O monegasco reconheceu que é bom receber os elogios que tem ouvido nas últimas semanas, mas que seu principal foco é conseguir melhorar dentro do carro.
 
Depois de uma temporada bastante positiva na Alfa Romeo, o jovem piloto deu o grande salto para a equipe italiana. Desde a primeira corrida do ano, na Austrália, tem se mostrado forte o suficiente para fazer frente a seu companheiro Sebastian Vettel.
 
Com o bom desempenho que tem apresentado, mais os cumprimentos dos mais diversos lados do paddock da Fórmula 1, o #16 tem sido apontado como a grande estrela após Lewis Hamilton, título esse que Leclerc evita pensar.
Sebastian Vettel passa Charles Leclerc no GP da China (Foto: AFP)

“Nunca pensei sobre isso. Veremos como as coisas vão, mas não acho que você realmente pode se preparar para isso. Caso aconteça, então é bom para mim e significa que estou fazendo um bom trabalho no carro, mas vamos ver”, falou.
 

“É sempre bom ouvir um elogio de Lewis ou Seb ou de grandes do esporte. Isso é muito bom de ouvir, mas por outro lado não passo muito tempo pensando nisso, apenas tento melhorar a cada corrida e focar nas fraquezas do meu lado, do último GP, e tento melhorá-los para a próxima corrida”, completou.
 
Apesar de já ter mostrado sua força, Charles foi vítima de ordens de equipe nas três etapas já disputadas do calendário. Na Austrália, foi impedido de passar Vettel; no Bahrein, a Ferrari chegou a pedir para manter a posição, mas atacou e superou o alemão; e na China, teve de abrir caminho para o tetracampeão.
 
A atitude da esquadra de Maranello chegou a ser comentada por diversos nomes, como Nico Rosberg, que disse que o time foi duro com o monegasco, e Toto Wolff, que disse entender a equipe. Enquanto isso, Mattia Binotto reconheceu que não é fácil dar as ordens durante a corrida.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar