Leclerc diz que Ferrari ainda não tem “equilíbrio perfeito” em Barcelona, mas mantém esperança em evolução

Charles Leclerc não teve um dia tão produtivo assim no primeiro contato com o pacote de atualizações da Ferrari. Atrás da dupla da Mercedes, o monegasco mantém a fé em na busca por soluções de problemas “fáceis de resolver”

A sexta-feira (10) serviu para a Ferrari analisar o efeito de atualizações trazidas para o GP da Espanha de Fórmula 1. Já dá para dizer que os treinos livres não correram tão bem assim, com a Mercedes liderando ambas sessões com Valtteri Bottas. Apesar de reconhecer a necessidade de evoluir, o monegasco mantém a esperança de que soluções serão encontradas.
 
“O balanço ainda não está perfeito”, disse Leclerc em entrevista acompanhada pelo GRANDE PRÊMIO. “Ainda há coisas que podemos corrigir, além de coisas que não são normais quando você coloca peças novas no carro. É normal que leve algum tempo até entender tudo e encaixar”, seguiu.
Charles Leclerc não acompanhou a dupla da Mercedes (Foto: AFP)

Leclerc aproveitou para retomar a forma da Ferrari na pré-temporada, quando a equipe italiana pareceu ser capaz de domar a Mercedes. Meses depois, Charles diz acreditar que a vantagem nunca foi real.

 
“Eu sei que todo mundo pensa que nós tínhamos o carro mais rápido nos testes, mas acho que não estamos no nível da Mercedes”, comentou. “Eles só deram uma volta rápida no último dia [de pré-temporada] e foram tão rápidos quanto nós. Não acho que fomos os mais rápidos no inverno. Agora, como um todo, ainda podemos melhorar. São coisas fáceis de resolver. Nós precisamos fazer isso e aí veremos amanhã”, refletiu.
 
Leclerc não acompanhou a dupla da Mercedes, mas não teve um dia tão ruim assim. O monegasco ao menos conseguiu tempo melhor que o de Sebastian Vettel – que também não mostrou tanta alegria com a sexta-feira na Espanha.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar