Leclerc lidera TL1 movimentado e marcado pela chuva em Monza

Cheio de moral pela conquista da vitória no GP da Bélgica do último domingo, Charles Leclerc começou bem o fim de semana do GP da Itália e liderou um movimentado primeiro treino livre em Monza. A surpresa foi a presença dos dois carros da McLaren, de Carlos Sainz e Lando Norris, no top-3

Em grande fase na carreira, Charles Leclerc foi o mais rápido do primeiro treino livre do GP da Itália de F1. Na manhã desta sexta-feira (6) marcada por chuva ao longo de boa parte da sessão, mas de pista mais seca nos minutos finais, o monegasco colocou a Ferrari na ponta com 1min27s905, usando pneus macios. A grande surpresa ficou com a presença dos dois carros da McLaren fechando o top-3: Carlos Sainz foi o segundo colocado, enquanto Lando Norris, que corre com o capacete em homenagem a Valentino Rossi, completou a manhã em terceiro.

A instabilidade climática contribuiu para uma série de erros cometidos pelos pilotos em razão do asfalto molhado. Ao todo, a direção de prova teve de acionar por três vezes a bandeira vermelha, porém em incidentes sem maiores consequências. A batida mais forte foi a de Sérgio Pérez, que provocou a segunda paralisação.

Lewis Hamilton foi o quarto colocado da sessão, com Alexander Albon completando o top-5. Daniil Kvyat, que por alguns momentos  chegou a liderar o treino, foi o sexto, seguido por Max Verstappen e Sebastian Vettel. Valtteri Bottas, que também viu seu nome na ponta da tabela, foi o nono, enquanto Pierre Gasly completou o top-10.

O segundo treino do GP da Itália acontece logo mais, às 10h (horário de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

Charles Leclerc foi o mais rápido do TL1 do GP da Itália (Foto: Beto Issa)

Saiba como foi o primeiro treino livre do GP da Itália

Com chuva desde os primeiros minutos em Monza, os pilotos abriram o primeiro treino do fim de semana usando os pneus de banda azul, destinados para pista com chuva extrema. E mesmo com um volume de água grande e o asfalto escorregadio, os pilotos logo deixaram os boxes para as primeiras voltas de instalação. O primeiro a usar os intermediários foi Max Verstappen.

O primeiro piloto a marcar tempo no dia foi Lando Norris. Com o capacete todo em homenagem ao lendário Valentino Rossi, o prodígio britânico virou na casa de 1min38s. Pouco depois, Lewis Hamilton deixava os boxes para iniciar sua jornada nesta sexta com pneus de chuva extrema.

Kimi Räikkönen fica na brita após rodar na curva Parabólica (Foto: F1/Twitter)

Ainda que lentamente, a pista ia secando, e os pilotos se sentiam encorajados a usar os pneus intermediários. Mas segundos depois de Daniil Kvyat ter feito 1min35s814 e assumir a liderança, Kimi Räikkönen ficou atolado com sua Alfa Romeo na caixa de brita após escapar na curva Parabólica. Primeira bandeira vermelha do dia.

A pista foi liberada depois de alguns minutos, mas a bandeira vermelha voltou a tremular em Monza. Sérgio Pérez escapou na saída da Variante Ascari, rodou e bateu sua Racing Point na barreira de proteção, danificando principalmente a traseira do carro. Mas o trabalho dos fiscais de pista foi novamente eficiente, e não demorou muito para a pista ser novamente liberada.

Deu tempo para Max Verstappen marcar 1min33s800 e subir para a ponta do treino. Até que o treino foi novamente interrompido, já que Pierre Gasly acabou ficando parado com sua Toro Rosso na salsicha da zebra da chicane após a reta dos boxes. Mas logo o francês conseguiu acelerar de novo o carro, e a pista foi novamente liberada.

Kvyat chegou a voltar à liderança da sessão com 1min32s724. Mas a pista seguia melhorando de forma significativa. Foi quando Carlos Sainz colocou a McLaren na frente com tempo 0s090 mais rápido que o russo da Toro Rosso. Em seguida, os tempos evoluíram muito, com Norris e Albon virando 1s mais rápido. Sainz voltou a ocupar o topo da tabela, mas foi então que apareceu Charles Leclerc para tomar a dianteira com 1min32s007. Na volta seguinte, o vencedor do GP de Mônaco cravou 1min31s290.

Ainda que bem molhado em boa parte do circuito, o asfalto de Monza já apresentava trechos de pista seca. Mesmo assim, nem mesmo o pentacampeão Lewis Hamilton teve facilidades com a pista e acabou passando pelas lombadas postadas na chicane após a reta dos boxes. Albon, por sua vez, mostrava serviço e colocava a Red Bull na liderança com 1min31s250, 0s040 mais rápido que Leclerc.

Detalhe do capacete de Lando Norris nesta sexta-feira (Foto: McLaren)

A presença de Albon na ponta durou pouco tempo. Os dois pilotos da Mercedes conseguiram encaixar boas voltas e fizeram dobradinha. Hamilton marcou 1min30s749 e Bottas ficou 0s151 atrás. Só que o finlandês deu o troco logo depois. Mesmo ainda usando os pneus intermediários, Valtteri conseguiu andar mais rápido, sendo beneficiado pela pista mais seca em muitos trechos do circuito.

Ainda restava algum tempo para tentativa de melhora nos tempos. Foi quando a Ferrari mandou seus pilotos para a pista com pneus médios nos minutos finais. Norris foi além e calçou pneus macios. Mas tanto Leclerc como Vettel e o britânico tiveram suas dificuldades nos trechos mais molhados da pista.

A Mercedes também mandou Hamilton e Bottas para a pista com os pneus macios. Mas foi Kvyat quem melhorou o tempo e voltou para a liderança, também com macios. Só que Sainz superou o russo no finalzinho para marcar 1min29s446 e tomar a ponta da tabela. Leclerc subiu para segundo, também deixando Kvyat para trás. Bottas vinha em quarto, enquanto Hamilton fechava o top-5.

O espanhol ainda teve tempo para melhorar mais um pouco com 1min28s211. Norris chegou a completar o 1-2 da McLaren, mas quem fez a melhor volta da sessão mesmo foi Leclerc, com 1min27s905, que completou o TL1 na frente de forma definitiva em Monza.

#GALERIA(9898)

F1 2019, GP da Itália, Monza, treino livre 1:

1 C LECLERC Ferrari 1:27.905   20
2 C SAINZ JR McLaren Renault 1:28.211 +0.306 25
3 L NORRIS McLaren Renault 1:28.450 +0.545 23
4 L HAMILTON Mercedes 1:28.730 +0.825 11
5 A ALBON Red Bull Honda 1:29.025 +1.120 19
6 D KVYAT Toro Rosso Honda 1:29.960 +2.055 25
7 M VERSTAPPEN Red Bull Honda 1:30.100 +2.195 11
8 S VETTEL Ferrari 1:30.507 +2.602 19
9 V BOTTAS Mercedes 1:30.596 +2.691 11
10 P GASLY Toro Rosso Honda 1:30.695 +2.790 26
11 A GIOVINAZZI Alfa Romeo Ferrari 1:32.848 +4.943 22
12 L STROLL Racing Point Mercedes 1:33.976 +6.071 9
13 D RICCIARDO Renault 1:34.528 +6.623 10
14 K MAGNUSSEN Haas Ferrari 1:34.715 +6.810 7
15 N HÜLKENBERG Renault 1:35.133 +7.228 10
16 R GROSJEAN Haas Ferrari 1:35.980 +8.075 7
17 R KUBICA Williams Mercedes 1:37.816 +9.911 12
18 G RUSSELL Williams Mercedes 1:38.421 +10.516 12
19 K RÄIKKÖNEN Alfa Romeo Ferrari     4
20 S PÉREZ Racing Point Mercedes     4
    Tempo 107% 1:34.058 +6.153  
           
REC K RÄIKKÖNEN Ferrari 1:19.119 01/09/2018  
MV R BARRICHELLO Ferrari 1:21.046 12/09/2004  

Paddockast #32
AS PISTAS MAIS PERIGOSAS DO MUNDO

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube