Hamilton admite erro ao chamar Red Bull de “apenas companhia de bebidas” anos atrás

Lewis Hamilton foi lembrado do dia que chamou a rival de "só companhia de bebidas" há mais de dez anos. Hoje, entende que errou

GASLY E HERTA DENTRO, SCHUMACHER E RICCIARDO FORA? F1 2023 ENLOUQUECE | TT GP #67

O ano era 2011. Lewis Hamilton foi questionado sobre o fato da Red Bull estar começando um período de domínio na Fórmula 1 e resolveu fazer um palpite sobre o futuro das vitórias e títulos na categoria. Questionado sobre isso 11 anos depois, Hamilton entende que errou na maneira como abordou a situação.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Relacionadas


Aconteceu quando perguntaram sobre o fato de Ferrari e McLaren se verem nas cordas para os austríacos. Hamilton, que na época defendia a McLaren, afirmou que a aposta segura era que a situação mudaria em breve, já que se tratavam de duas companhias especialistas contra uma marca de energéticos.

“Red Bull não é um construtor, é uma companhia de bebidas. É uma companhia de bebidas indo contra a história de McLaren e Ferrari. Não sei qual o plano deles, mas nossa equipe quer se tornar uma grande fabricante de carros, como a Ferrari, e vejo que trabalham na fábrica por uma quantidade incrível de tempo. Vive só para isso”, falou.

A Red Bull venceu o campeonato de 2011, como fizera em 2010, e ainda emendou 2012 e 2013. Ainda que os títulos tenham cessado na sequência, a companhia se manteve forte no grid até voltar a conquistar o título, em 2021.

CHRISTIAN HORNER; MAX VERSTAPPEN; F1; FÓRMULA 1; ABU DHABI;
Horner lembrou da afirmação de 11 anos atrás (Foto: Mark Thompson/Red Bull Content Pool/Getty Images)

LEIA MAIS
+ Alonso recebe boné autografado e faz pazes com Hamilton após acidente em Spa e farpas

Na última semana, Christian Horner lembrou da afirmação de Hamilton após a vitória da Red Bull na Bélgica, de forma dominante. Lewis admitiu: errou a previsão de maneira dramática.

“É uma ótima equipe e que geralmente, já há algum tempo, tem carros muito bons. Acho que antes tinham um tipo de caso com mais arrasto e peso na parte superior, mas perceberam que o motor não era mais lento que o dos outros. Eles tinham arrasto demais em anos passados”, apontou.

“Qualquer coisa que eu disse sobre a equipe no passado não foi de maneira negativa. Anos atrás, eu disse alguma coisa sobre ser uma companhia de bebidas, mas foi apenas destacando que, em nosso negócio, normalmente a gente apostaria numa fábrica de carros [tendo sucesso]. Foi mais isso”, justificou.

“De qualquer forma, eles provaram que eu e quem pensava igual estávamos errados. Fizeram um grande trabalho”, elogiou.

O elogio, aí, voltou-se especialmente para o diretor-técnico Adrian Newey. “Adrian fez a tese dele na universidade sobre efeito-solo [que voltaram a aparecer nos carros de 2022], então não é surpresa que o carro que tenha criado seja impressionante. Mas acredito que nossos jovens engenheiros vão alcançar em algum momento”, finalizou.

O GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e EM TEMPO REAL todas as atividades do GP da Holanda de Fórmula 1.

ALONSO FOI INOCENTE NA BATIDA, MAS PASSOU DOS LIMITES COM HAMILTON | F1 2022
Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.