Hamilton mantém Mercedes na frente e lidera treino livre 2 em Portugal. Alonso fecha top-5

A Mercedes foi a grande protagonista da sexta-feira em Portimão. Lewis Hamilton repetiu Valtteri Bottas pela manhã e foi o mais rápido do treino livre 2 do GP de Portugal. Novamente, Max Verstappen foi o segundo. Fernando Alonso andou bem com a Alpine e terminou em quinto

Lewis Hamilton liderou a sexta-feira de treinos em Portugal: veja os melhores momentos (Vídeo: GRANDE PRÊMIO com Reuters)

O primeiro dia de trabalhos de pista da Fórmula 1 para o GP de Portugal teve a Mercedes como protagonista. Se pela manhã Valtteri Bottas foi o mais rápido, Lewis Hamilton comandou a tabela de tempos na tarde desta sexta-feira (30) em Portimão. Ao registrar sua melhor volta em 1min19s837, com pneus macios, o heptacampeão confirmou a liderança do segundo treino livre da terceira etapa da temporada 2021. Nas duas sessões, o mesmo piloto terminou em segundo: Max Verstappen, da Red Bull.

A margem do líder para o holandês foi ligeiramente maior no TL2 em relação à sessão da manhã: Max foi 0s143 mais lento que Hamilton, enquanto no treino livre 1 o dono do carro #33 teve sua melhor volta somente 0s025 atrás do tempo de Valtteri Bottas. No combinado dos tempos do dia, o finlandês terminou a sexta-feira como o mais rápido com o tempo de 1min19s648.

Hamilton comandou os trabalhos desta tarde de sexta-feira de F1 em Portimão (Foto: Mercedes)

Bottas foi o terceiro da sessão da tarde em Portimão, sendo seguido pela Ferrari de Carlos Sainz, em uma ótima quarta posição. Destaque também para a Alpine, que colocou seus dois pilotos em boa posição na tabela de tempos. Fernando Alonso, no seu melhor treino livre desde que regressou à F1, foi o quinto colocado, ligeiramente mais rápido que Esteban Ocon, sexto.

Charles Leclerc, também com a Ferrari, foi o sétimo, à frente da McLaren de Daniel Ricciardo. Lance Stroll, da Aston Martin, e Sergio Pérez, com a Red Bull, fecharam a relação dos dez primeiros colocados. Além deles, Pierre Gasly, com a AlphaTauri, e Lando Norris, com a McLaren, P11 e P12, respectivamente, também andaram no mesmo segundo do líder. Já Sebastian Vettel registrou apenas o 15º melhor tempo da tarde.

A Fórmula 1 volta a acelerar neste sábado em Portimão. A partir de 8h (de Brasília), os pilotos aceleram para o treino livre 3, também com duração de 60 minutos. E às 11h, os competidores voltam à pista para a classificação que vai definir o grid de largada. O GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL todo o fim de semana do GP de Portugal de F1. Siga tudo aqui.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Saiba como foi o treino livre 2 do GP de Portugal de Fórmula 1

O segundo treino livre do fim de semana em Portimão teve um atraso de 10 minutos em seu início. Tudo por conta de reparos feitos em uma tampa de bueiro entre as curvas 11 e 12, que parecia estar solta. Fiscais de pista estavam no local para fazer os reparos antes do começo das atividades da tarde.

Exatamente às 15h10 locais, 11h10 de Brasília, com 19ºC de temperatura ambiente e 37ºC na pista, Esteban Ocon puxou a fila dos carros para o treino livre da tarde em Portimão. E ao contrário da sessão da manhã, os competidores saíram, na sua maioria, com os carros calçados pelos pneus médios.

Max Verstappen chegou a assumir a liderança no começo do TL2 (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

Nos minutos iniciais, quem protagonizou os trabalhos foi Max Verstappen, com 1min20s937, mas o holandês foi superado logo em seguida pela Ferrari de Carlos Sainz. Só que o espanhol mal conseguiu se ver como P1, já que Valtteri Bottas, líder da manhã, registrou 1min20s805.

Nos minutos seguintes, Bottas melhorou para 1min20s423 e se manteve na liderança. Sainz, porém, se manteve muito perto com tempo apenas 0s067 mais lento que o do finlandês. Lewis Hamilton aparecia em terceiro, à frente de Sergio Pérez, Pierre Gasly e só então vinha Max Verstappen, em sexto.

Um dos pontos mais importantes que se desenha para o fim de semana novamente é a violação dos limites de pista. No treino livre 1, mais de 30 tempos foram deletados por conta da infração nas curvas 1 e 4 do circuito português. O mesmo cenário foi visto também no treino da tarde em Portimão.

Esteban Ocon chegou a figurar entre os cinco primeiros no treino livre 2 (Foto: Alpine F1 Team)

Ainda com pneus médios, Verstappen virou 1min20s322 e assumiu a liderança momentaneamente. Mas Bottas, já usando os compostos macios, respondeu em seguida com 1min20s181 para retomar a dianteira da tabela de tempos. A partir de então, quando restavam ainda 38 minutos para a bandeirada, a maior parte dos pilotos começou a fazer as simulações em ritmo de classificação.

Em seguida, foi a vez de Hamilton voar na pista lusitana. Com excelente desempenho e melhor marca nos setores 1 e 2, Hamilton assumiu a ponta com 1min19s837, sendo seguido por Bottas, Verstappen e Ocon, que aparecia em quarto com a Alpine, à frente da Aston Martin de Lance Stroll. Mas a ordem do top-5 mudou voltas depois quando Sainz ficou a apenas 0s016 da marca de Bottas e subiu para terceiro. Quem também surpreendeu foi Fernando Alonso, que avançou para a quarta posição com tempo somente 0s383 em relação a Hamilton, enquanto Ocon aparecia em quinto.

Restava ver as simulações dos carros da Red Bull com os pneus macios. Verstappen apareceu com a melhor parcial no primeiro setor, avançou para o segundo lugar, mas não chegou a ameaçar Hamilton ao cravar 1min19s980. ‘Checo’ Pérez, por sua vez, pegou tráfego da Haas de Nikita Mazepin. O russo, diga-se, estava 1s1 atrás do melhor tempo registrado por Mick Schumacher, seu companheiro de equipe.

Com o fim dos trabalhos em ritmo de classificação, pilotos e equipes iniciaram as simulações de corrida, os chamados long-runs, de forma que a ordem dos pilotos na tabela de tempos: Hamilton na frente, em dia da Mercedes no Algarve, seguido por Verstappen, Bottas, Sainz e Alonso no seu melhor treino livre desde que voltou à F1, em quinto lugar.

F1 2021, GP de Portugal, Portimão, TL2:

1L HAMILTONMercedes1:19.837 33
2M VERSTAPPENRed Bull Honda1:19.980+0.14326
3V BOTTASMercedes1:20.181+0.34428
4C SAINZFerrari1:20.197+0.36033
5F ALONSOAlpine1:20.220+0.38332
6E OCONAlpine1:20.235+0.39831
7C LECLERCFerrari1:20.360+0.52333
8D RICCIARDOMcLaren Mercedes1:20.418+0.58131
9L STROLLAston Martin Mercedes1:20.427+0.59031
10S PÉREZRed Bull Honda1:20.516+0.67928
11P GASLYAlphaTauri Honda1:20.558+0.72134
12L NORRISMcLaren Mercedes1:20.757+0.92028
13G RUSSELLWilliams Mercedes1:20.976+1.13932
14Y TSUNODAAlphaTauri Honda1:21.053+1.21633
15S VETTELAston Martin Mercedes1:21.074+1.23732
16K RÄIKKÖNENAlfa Romeo Ferrari1:21.225+1.38822
17A GIOVINAZZIAlfa Romeo Ferrari1:21.238+1.40132
18M SCHUMACHERHaas Ferrari1:21.537+1.70029
19N LATIFIWilliams Mercedes1:21.855+2.01831
20N MAZEPINHaas Ferrari1:22.638+2.80128

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube