Longe do resto, Rosberg e Hamilton iniciam domínio no TL1 na Austrália. Precavida, Sauber fica na garagem

A F1 voltou e voltou em meio a uma intensa batalha judicial envolvendo a Sauber e Giedo van der Garde. Na pista, o roteiro obedeceu ao que foi visto na pré-temporada: a Mercedes dominou com Nico Rosberg e Lewis Hamilton. Felipe Massa terminou em sétimo. Quanto a Felipe Nasr, a estreia foi adiada devido ao imbróglio da equipe suíça

A F1 está de volta e mais agitada fora do que dentro da pista neste início de temporada na Austrália. E isso graças a Giedo van der Garde e sua batalha para correr na Sauber em 2015. Às vésperas dos primeiros treinos livres no Albert Park, o holandês acionou a justiça australiana para tentar garantiu seu direito de guiar o C34, em virtude do contrato fechado ainda no ano passado quando era reserva. Van der Garde venceu todas as brigas que travou na Suprema Corte do estado de Victoria, mas o suspense quanto ao final dessa história segue e deve ter novos capítulos ainda nesta sexta-feira (13). E foi nesse clima que os carros ganharam o traçado do parque em Melbourne para a primeira atividade oficial do ano.

E aí que o TL1 viu uma Mercedes despachar a concorrência, como já se imaginava desde a pré-temporada. Nico Rosberg foi quem fincou o nome na ponta da tabela, mas com uma diferença pequena para o companheiro Lewis Hamilton. Apenas 0s029. Longe dos prateados, o posto de melhor do resto coube a Valtteri Bottas, também confirmando a velocidade e constância da Williams. Felipe Massa fechou a sessão australiana somente em sétimo.

O outro Felipe, o Nasr, teve de ficar acompanhando dos boxes as atividades. Precavida por conta de todo o caso envolvendo Van der Garde, a Sauber evitou que seus pilotos fossem à pista. Assim, o brasiliense e o sueco Marcus Ericsson tiveram de fazer valer a paciência.

Nico Rosberg liderou o primeiro treino livre em Melbourne (Foto: Getty Images)

Confira como foi o primeiro treino livre da F1 para o GP da Austrália

Melbourne recebeu a F1 neste início de tarde de sexta-feira (13), noite de quinta ainda no Brasil, com sol e temperaturas agradáveis. Quando do sinal verde, Ferrari e Toro Rosso trataram logo de abrir os trabalhos para o TL1, sendo seguidas pela Force India de Nico Hulkenberg. Os demais esperaram um pouco mais, mas foram ganhando o asfalto aos poucos. Os únicos que permaneceram nos boxes foram Felipe Nasr e Marcus Ericsson — evidenciando já a posição da Sauber frente a todo o imbróglio com Van der Garde.

Mas o povo quer ação. E isso não tardou a acontecer. Os atuais campeões, aliás, deram o pontapé inicial na tabela de tempos, com Nico Rosberg assegurando o P1 em 1min29s557 logo nos primeiros minutos de atividades.

Sebastian Vettel surgiu bem no início do TL1(Foto: Getty Images)
Logo depois, o treino ganhou ritmo, com todo mundo explorando os limites da pista. A Ferrari retornou com Kimi Räikkönen e Sebastian Vettel. Os novatos Carlos Sainz Jr. e Max Verstappen também vieram e foram se colocando no top-10. Aí a Williams surgiu com Valtteri Bottas e Felipe Massa – o brasileiro chegou a escapar da curva 3, mas nada de preocupante.

Com 30 minutos de atividades, a lista de tempos apresentava a seguinte ordem: Rosberg (1min29s557), Vettel, Raikkonen, Sainz, Massa, Bottas, Hamilton, Verstappen, Pastor Maldonado e Sergio Pérez.

Os registros logo mudariam, embora o vice-campeão de 2014 continuasse sempre à frente.  O melhor exemplo foi o desempenho de Hamilton com pouco mais de 40 minutos de sessão. O dono do carro #44 cravou 1min29s586 e se colocou em segundo, a 0s029 do líder. 

Entre as notas dos primeiros 50 minutos de treino, estavam as ausências de Ericsson e Nasr, pelos lados da Sauber, e Will Stevens e Roberto Merhi, ambos da Manor Marussia. A equipe, que conseguiu no último minuto assegurar lugar no grid, enfrentava problemas eletrônicos, com software de 2015 em seus carros.

Enquanto isso, a Lotus mandava seus dois pilotos de volta à pista, para um novo stint. A Toro Rosso e a Force India faziam o mesmo. Aliás, cabe dizer que os dois novatos da esquadra de fazendo chegaram a figurar no top-5. Mas as marcas, especialmente no pelotão intermediário, mudavam a cada instante. E ordem, com exceção das duas primeiras posições, também se tornou bem diferente.

Finalmente, com 20 minutos para o fim, Rosberg, Hamilton, Bottas, Sainz, Verstappen, Maldonado, Vettel, Räikkönen, Ricciardo e Massa formavam o grupo dos dez melhores.

E aí alguém pode perguntar da McLaren. Bem, a equipe inglesa reviveu o calvário dos testes. Novamente, o time foi acometido por falhas mecânicas no motor, o que prejudicou e muito o trabalho de Jenson Button e Kevin Magnussen – reserva, como se sabe, entrou no lugar de Fernando Alonso, que ainda se recupera do acidente sofrido em Barcelona.

Jenson Button foi o 14º, mas a McLaren teve problema mecânico (Foto: Getty Images)
No fim das contas, a Mercedes fechou a primeira atividade do ano na frente e com folga para a Williams de Bottas. Rosberg e Hamilton asseguraram a dobradinha. Os estreantes Sainz e Verstappen impressionaram com a quarta e a sexta colocações a tabela. Entre eles, Vettel colocou a Ferrari.

Depois, Massa melhorou no fim e se posicionou em sétimo, à frente de Räikkönen, Maldonado e Ricciardo, que completou o top-10 e foi quem também protagonizou a primeira rodada de 2015.

De negativo dessa primeira sessão de 2015, pode-se colocar as ausências de Nasr e Ericsson, além dos dois pilotos da Manor Marussia, que não completaram sequer uma volta. Button e Magnussen finalizaram o TL1 em 14º e 15º, respectivamente.

Agora, os pilotos descansam e retornam às atividades logo mais, a partir das 2h30 (de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL.

F1, GP da Austrália, Melbourne, treino livre 1:

1 6 NICO ROSBERG ALE MERCEDES 1:29.557   19
2 44 LEWIS HAMILTON ING MERCEDES 1:29.586 +0.029 19
3 77 VALTTERI BOTTAS FIN WILLIAMS MERCEDES 1:30.748 +1.191 20
4 55 CARLOS SAINZ JR ESP TORO ROSSO RENAULT 1:31.014 +1.457 32
5 5 SEBASTIAN VETTEL ALE FERRARI 1:31.029 +1.472 13
6 33 MAX VERSTAPPEN HOL TORO ROSSO RENAULT 1:31.067 +1.510 31
7 19 FELIPE MASSA BRA WILLIAMS MERCEDES 1:31.188 +1.631 19
8 7 KIMI RÄIKKÖNEN FIN FERRARI 1:31.310 +1.753 14
9 13 PASTOR MALDONADO VEN LOTUS MERCEDES 1:31.451 +1.894 22
10 3 DANIEL RICCIARDO AUS RED BULL RENAULT 1:31.570 +2.013 9
11 26 DANIIL KVYAT RUS RED BULL RENAULT 1:32.073 +2.516 18
12 11 SERGIO PÉREZ ALE FORCE INDIA MERCEDES 1:32.247 +2.690 22
13 27 NICO HÜLKENBERG ALE FORCE INDIA MERCEDES 1:32.361 +2.804 19
14 22 JENSON BUTTON ING McLAREN HONDA 1:34.542 +4.985 6
15 14 KEVIN MAGNUSSEN DIN McLAREN HONDA 1:34.785 +5.228 7
16 8 ROMAIN GROSJEAN FRA LOTUS MERCEDES     5
    TEMPO 107% TL1   1:35.826 +6.269  
               
RECORDE SEBASTIAN VETTEL ALE RED BULL RENAULT RB7 1:23.529 26/03/2011  
MELHOR VOLTA MICHAEL SCHUMACHER ALE FERRARI F2004 1:24.125 07/03/2004  

As imagens da quinta-feira do GP da Austrália
#GALERIA(5241)

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube