Massa e Lotus têm acordo, mas contrato depende de aporte financeiro e ajuda da família Todt

Felipe Massa e a Lotus estão apalavrados, porém, para que a caneta rubrique o papel, é preciso que o brasileiro garanta estabilidade financeira para a equipe de Enstone

Coluna Superpole, por Victor Martins: Keep calm
O dilema da Lotus com três candidatos para duas vagas
Exclusivo | DF – Dossiê de Falcatruas
Federações criam 'autoduto' e desviam R$ 760 mil dos cofres públicos

Jean Todt é o grande aliado de Felipe Massa para correr na Lotus em 2014. O presidente da FIA e pai do empresário de Felipe, Nicolas Todt, está atuando nos bastidores para tentar costurar uma situação que transforme o acordo que já existe entre o piloto e a equipe em um contrato para a próxima temporada, conforme apurou o GRANDE PRÊMIO.

O brasileiro deu entrevista deu entrevista na noite de ontem, em Cingapura, à imprensa nacional e não escondeu ter noção de que ajudar financeiramente uma equipe faz parte hoje do modelo de negócios da F1.

A Lotus desponta como o destino mais provável para Felipe Massa em 2014 (Foto: Getty Images)

Com isso, ele deve entrar, no ano que vem, na categoria de ‘pilotos pagantes’. Definição que já não é muito precisa, diga-se. Há aqueles que efetivamente pagam por uma vaga, e outros, o que passou a ser o caso de Massa nesta 'janela de transferências', que funcionam como intermediários de negociações.

A sorte de Felipe é que seu maior rival pela vaga na Lotus, Nico Hülkenberg, até onde se sabe, é apenas piloto, sem grandes envolvimentos com empresas e patrocinadores de grande porte.

Leia a matéria completa no blog de Flavio Gomes.

A cobertura completa do GP de Cingapura de F1 no GRANDE PRÊMIO
As imagens da quinta-feira da F1 em Cingapura
icone_TV Automobilismo na TV: a programação do fim de semana

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar