Verstappen confirma #1 no carro para defesa do título da Fórmula 1 em 2022

Max Verstappen já havia demonstrado a intenção de usar o numeral destinado ao campeão do mundo e confirmou que vai fazer jus ao direito na próxima temporada

“Isso está sendo manipulado”, reagiu Hamilton na volta final do GP de Abu Dhabi (Vídeo: Reprodução)

Consagrado no último domingo (12) como novo campeão mundial de Fórmula 1, Max Verstappen vai deixar de lado o #33 para ostentar o #1 em seu carro para a defesa do título na temporada 2022. O que era um desejo do holandês foi confirmado um dia depois do dramático GP de Abu Dhabi em que conquistou o título depois de superar o rival Lewis Hamilton na última volta.

A temporada 2022 vai marcar, portanto, o regresso de um numeral histórico, mas que foi desprezado ao longo das últimas temporadas. O último piloto a estampar o #1 em seu carro na Fórmula 1 foi Sebastian Vettel, em 2014, ano que representou o início da era híbrida de motores, da dinastia Mercedes e também atribuiu numeração fixa para os pilotos.

LEIA TAMBÉM
+Opinião GP: Título de Verstappen tem mais sabor por derrotar Hamilton no auge técnico

MAX VERSTAPPEN; F1; FÓRMULA 1; GP DE ABU DHABI;
Max Verstappen vai abrir mão do #33 para usar o #1 em 2022 (Foto: Clive Rose/Getty Images/Red Bull Content Pool)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Desde então, Lewis Hamilton jamais usou o #1 quando teve direito e sempre optou por manter o #44 no carro da Mercedes. Nico Rosberg, que também poderia ostentar o numeral no seu carro, se aposentou apenas cinco dias depois de conquistar o título mundial de Fórmula 1 de 2016.

No fim de semana do GP de São Paulo, Max já havia demonstrado a intenção de usar o #1, destinado ao campeão do mundo caso conseguisse o título nesta temporada. Depois de chegar ao Olimpo do esporte a motor, o piloto da Red Bull confirmou que vai realizar o sonho.

“Sei que, depois de alguns dias [a curtir a conquista do título], preciso estar de volta a essa mentalidade para o ano que vem, quando tentarei defender esse título. Também estou ansioso para pilotar com o número #1”, disse o novo campeão do mundo em entrevista coletiva nesta segunda-feira.

“Então, eu vou [usar]. Quantas vezes você pode fazer isso? Não sei, talvez seja a única vez que possa fazer isso na minha vida. É o melhor número que você pode ter, então vou usar no carro”, destacou.

O piloto que mais usou o #1 na Fórmula 1 foi Michael Schumacher, em 120 GPs disputados, enquanto o top-3 é completado por Sebastian Vettel, com 77 GPs com o numeral, enquanto Ayrton Senna e Alain Prost ostentaram o numeral em 48 corridas do Mundial.

O #1 também é o numeral mais vencedor e mais campeão na Fórmula 1. Ao todo, foram 181 vitórias conquistadas por quem usou o número atribuído ao campeão e 15 títulos logrados no Mundial.

LEIA TAMBÉM
Campeão, Verstappen consolida troca de guarda e fim da dinastia Hamilton na F1
Verstappen triunfa em rivalidade contra nêmesis de uma vida apenas aos 24 anos
Verstappen vence batalha árdua em primeiro título e sinaliza nova era na Fórmula 1
Red Bull enfim entrega carro vencedor e dá condição de título a Verstappen na F1

F1 EM ABU DHABI: VERSTAPPEN PASSA HAMILTON NO FIM E É CAMPEÃO! | Briefing
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar