McLaren prolonga suspense e descarta anúncio nos próximos dias da dupla de pilotos da temporada 2015

Um porta-voz da McLaren afirmou nesta sexta-feira (5) que a equipe não pretende fazer qualquer anúncio nos próximos dias sobre a dupla de pilotos para 2015. Reunida nesta quinta, a esquadra de Woking falhou na decisão sobre quem vai assumir o segundo cockpit ao lado de Fernando Alonso

A reunião do Conselho da McLaren, realizada nesta quinta-feira (4), não resultou em nenhuma decisão sobre quem será o companheiro de Fernando Alonso para a temporada 2015 da F1. E uma definição também não deve acontecer em breve. Um porta-voz da esquadra inglesa afirmou nesta sexta-feira que "não haverá nenhum anúncio antes da semana que vem".

Logo depois do encontro de ontem, a única frase vinda de Woking foi do próprio porta-voz: "Nenhuma decisão foi tomada a respeito do plantel de pilotos para 2015". Alonso, que deixou a Ferrari ao fim desta temporada, já assinou um contrato para retornar ao time britânico no ano que vem, especialmente devido à parceria com a Honda. Resta saber quem será o segundo piloto.

Jenson Button ainda não sabe qual será seu destino em 2015 (Foto: Getty Images)

A disputa está entre Kevin Magnussen e Jenson Button, os titulares em 2014, e o jovem belga Stoffel Vandoorne, vice-campeão da GP2, corre por fora e seria uma surpresa caso fosse o escolhido. A princípio, a escuderia avisara que não tomaria nenhuma decisão antes de 1º de dezembro, deixando o mundo da F1 na expectativa de que um anúncio poderia sair na primeira semana do último mês do ano, mas será preciso esperar mais alguns dias.

O inglês terminou em quinto enquanto Magnussen mal pontuou — foi 11º. No Mundial de Pilotos, a superioridade Button foi evidente: 126 a 55 pontos.

Magnussen está no páreo porque é cria da equipe e, portanto, aposta para o futuro e, sobretudo, porque é bem mais barato que Button. E a McLaren já vai, embora ajudada pela Honda, a gastar os tubos para ter um astro do calibre de Alonso. A preocupação financeira é tamanha que Dennis foi a Copenhague na semana passada para conversar com investidores e empresas dinamarquesas, também numa atitude clara de apoio a seu candidato.
 
A Dinamarca se empolgou de tal forma com a F1, aliás, que vai se reunir com Bernie Ecclestone em janeiro para apresentar um projeto em que se prontifica a organizar um GP a partir de 2018. Apesar disso, a empresa dinamarquesa Lego foi procurada por Ron Dennis e recusou patrocinar o piloto ou a escuderia
Button está ali no canto dele, quietinho e apenas torcendo. Em Abu Dhabi, ficou sem saber se aquela era sua última prova ou não; a dubiedade em sua cabeça o remeteu ao pai, morto no começo do ano. "Ele estaria furioso se soubesse as circunstâncias de agora", declarou. E no fundo também expressa sua opinião. 
 
Jenson chegou à McLaren em 2010 na condição de campeão e para medir forças com a fera Lewis Hamilton. Nenhum dos dois conseguiu ser campeão enquanto estiveram juntos durante três temporadas, apesar de a equipe ter apresentado em vários momentos o melhor carro do grid — acabou sucumbindo em todos os anos à Red Bull e Sebastian Vettel. Hamilton foi caçar seu rumo na Mercedes, enquanto Button viu Sergio Pérez passar de passagem pelo time em 2013. Para o jornalista Américo Teixeira Jr., do Diário Motorsport e parceiro do GRANDE PRÊMIOButton deixa a McLaren.

Campeão mundial em 2009, Button, aos 34 anos, não quer deixar a categoria na qual compete desde 2000, porém garantiu que vai respeitar qualquer que seja a decisão da McLaren.

CAUSA DANO E FERE F1

O ano é 2014, mas o chefão da F1 Bernie Ecclestone ainda nega de forma veemente. Toda sua história e responsabilidade por transformar a categoria em um show global e na máquina de fazer dinheiro que é hoje, não devem ser esquecidas, mas o futuro não pode ser negligenciado. A F1 precisa se alinhar com o ramo da comunicação no Século XXI e necessita saber melhor o que fazer com todo o dinheiro que contabiliza

Leia a análise completa sobre a gestão de Bernie Ecclestone no GRANDE PRÊMIO.

O PRIMEIRO CARRO DE AYRTON SENNA

O primeiro carro usado por Ayrton Senna na F1 foi colocado à venda no Reino Unido. A Cars International, que trabalha com carros históricos, informou que a Toleman com que o tricampeão do mundo estreou na categoria está em negociação. O modelo é o TG183B #5, guardado até o início dos ano 90, quando foi adquirido e restaurado pelo americano Mike Earl.

Leia a reportagem completa no GRANDE PRÊMIO.

#GALERIA(5162)
DIRETAS GP

A REVISTA WARM UP e o GRANDE PRÊMIO abriram nesta terça-feira (2) sua já tradicional votação de 'Melhores do ano'. Depois de votação interna dos jornalistas da equipe da AGÊNCIA WARM UP, cinco candidatos foram indicados em cada uma das 11 categorias, e os vencedores serão definidos pelos leitores em votação popular que fica aberta por uma semana, até o dia 8 de dezembro.

 
O recordista de indicações é Rubens Barrichello, campeão da Stock Car, que concorre nas categorias 'Melhor piloto que compete no Brasil', 'Melhor piloto de Turismo/Endurance/Rali' e 'Melhor piloto brasileiro'. A categoria principal, 'Melhor piloto de 2014', tem os seguintes candidatos: Daniel Ricciardo, Lewis Hamilton, Marc Márquez, Valentino Rossi e Will Power.

Vote já nos melhores da temporada 2014 aqui no GRANDE PRÊMIO.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar