Médicos negam segunda cirurgia em Schumacher e dizem que novo procedimento não está previsto

Os médicos que atendem Michael Schumacher no Centro Hospitalar Universitário de Grénoble afirmaram que estão tomando decisões “hora após hora”

Acompanhe o noticiário completo sobre o acidente de Michael Schumacher




Ao contrário do que noticiou a imprensa francesa na manhã desta segunda-feira (30), Michael Schumacher não foi submetido a uma nova cirurgia no cérebro durante esta madrugada. O desmentido foi feito pelos médicos que atendem o heptacampeão mundial no Centro Hospitalar Universitário de Grénoble. O estado do alemão, que completa 45 anos no próximo dia 3 de janeiro, segue crítico.

“Ele foi operado logo depois de chegar ao hospital. Foi operado uma vez. Não vamos falar do que vai acontecer. Estamos trabalhando hora após hora”, informaram os médicos. "Neste momento, não pensamos em uma segunda intervenção cirúrgica."

Schumacher teve hemorragia cerebral após o acidente de esqui que sofreu na manhã de domingo, em Méribel, nos Alpes Franceses. O ex-piloto bateu a cabeça em uma pedra e foi resgatado rapidamente, sendo levado primeiramente a um hospital em Moûtiers. De lá, seguiu para Grénoble.

As imagens da carreira de Michael Schumacher

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube