Mercedes não teme novo regulamento e diz que “2022 será só uma questão de adaptação”

Chefe da Mercedes, Toto Wolff não acha que a mudança drástica de regulamento pela qual a Fórmula 1 vai passar 2022 é motivo de preocupação. Ao contrário, para o dirigente, é uma nova oportunidade que se abre para seguir dominando o esporte

A partir de 2022, a Fórmula 1 vai passar por uma enorme mudança de regulamento. E isso abrange não só a parte técnica, mas também esportiva e tudo que diz respeito aos acordos financeiros e comerciais. A ideia dos chefes da maior categoria do esporte a motor é tornar a disputa mais equilibrada e reduzir os custos do campeonato. Diante desse cenário, também existe uma expectativa de que alguma equipe seja capaz de fazer frente à Mercedes, dentro de uma nova realidade. O chefão da poderosa esquadra alemã tem consciência das alterações, mas não teme perder o posto de liderança que o time possui. Na verdade, o austríaco vê esse momento como uma grande oportunidade.

Originalmente, o conjunto de mudanças nas regras seria imposto no próximo ano. Porém, diante dos efeitos da pandemia do novo coronavírus ao longo dessa temporada, a Fórmula 1, a Federação Internacional de Automobilismo e as equipes decidiram por adiar a introdução do regulamento. Assim, as novas normas terão de esperar mais um ano.

A história da F1 conta que toda grande mudança de regulamento vem acompanhada também de um novo cenário em termos de hierarquia de forças. E é o que vive a Mercedes desde 2014, quando o Mundial adotou os motores híbridos e V6. Ninguém interpretou melhor as regras do que o time de Brackley, que domina desde então. Ao ser questionado sobre a Fórmula 1 de 2022, durante um evento da parceira Petronas, do qual também participou o GRANDE PRÊMIO, Wolff falou em “grandes expectativas”.

TOTO WOLFF; MERCEDES
Toto Wolff, chefe de equipe da Mercedes, disse que novo regulamento é uma questão de adaptação (Foto: Mercedes)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“Toda a mudança de regulamento é uma grande oportunidade de fazer melhor e é uma grande motivação”, afirmou aos jornalistas. “Nós conversamos como a equipe pode desempenhar com o mesmo nível e parte disso é por causa do regulamento e o quanto isso nos desafia. Em 2022, será uma grande mudança. Os carros serão bem distintos, a aerodinâmica será fundamental diferente e ainda termos pneus de 18 polegadas, será interessante”, completou.

Mas o austríaco disse também que a nova ordem de forças será pautada por quem melhor se adaptar a tudo que envolve o novo ambiente da F1. “Na verdade, é uma questão de adaptação mesmo. Qual equipe vai se adaptar mais rápido? Qual equipe vai entender melhor o teto orçamentário… Então, que venha 2022”, encerrou.

Nesta sexta-feira (18), a Mercedes anunciou a renovação do contrato de Toto. O dirigente assinou por mais três temporadas, o que o coloca também nesse cenário de mudança nas regras. Ainda, de acordo com a nota da equipe alemã, Wolff adquiriu mais ações e agora conta com 33% de participação no time. As outras partes estão com a Daimler e a Ineos, empresa do ramo químico.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube