“Mercedes priorizar Aston Martin seria baita revolução na F1”, afirma Luana Marino

Para a jornalista do GRANDE PRÊMIO, os rumores de que a Mercedes estaria disposta a abandonar o projeto de 2023 para focar na Aston Martin representariam uma revolução na F1

Apenas uma corrida passou, mas a situação da Mercedes na temporada 2023 da Fórmula 1 já se aproxima de algo dramático. Mesmo após se livrar dos quiques que tanto macularam o desempenho de 2022 e vistos como culpados pela distância na briga pelo título, o carro continua sem velocidade suficiente para duelar.

O pessimismo está instalado, com direito a Toto Wolff e George Russell especularem sobre a possibilidade da Red Bull ganhar todas as corridas do ano. Com isso, a companhia já estuda abandonar a busca pelos melhores resultados possíveis ao longo desta temporada e, em vez disso, ceder os melhores motores produzidos para a Aston Martin.

Relacionadas


▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

A informação é do site espanhol The Objective, por meio do veterano jornalista e repórter com décadas de experiência na F1, José Zapico. Segundo ele, a Mercedes matriz, mãe da AMG, que toca a equipe de F1, recebeu o aviso de que o time tem as próximas duas corridas, GPs da Arábia Saudita e Austrália, para mudar visivelmente a situação ou a maior atenção deve se voltar à Aston Martin.

A equipe britânica, que usa as unidades de potência da marca alemã, surpreendeu o mundo com um carro rápido e capaz de brigar contra a própria Mercedes e a Ferrari. Tanto que Fernando Alonso foi ao pódio, depois de protagonizar disputas empolgantes contra Carlos Sainz, Lewis Hamilton e George Russell.

Neste contexto, o WGP desta semana debate as consequência de uma ação como essa e o quanto uma injeção de performance na Aston Martin pode atingir a Red Bull, antiga rival da Mercedes.

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.