Michael Schumacher hoje: sequelas e alvo de conflito entre esposa e ex-empresário

No aniversário dos 30 anos da estreia de Michael Schumacher na Fórmula 1, o GRANDE PRÊMIO fala um pouco do que circunda atualmente o nome do heptacampeão

O dia 25 de agosto de 2021 marca o aniversário de 30 anos da estreia de Michael Schumacher em uma corrida do Mundial de Fórmula 1. Mas como está Schumacher atualmente?

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Há exatos 30 anos, o heptacampeão substituiu um preso Bertrand Gachot na Jordan naquele fim de semana belga. Chegou para nunca mais sair. De lá para a Benetton, títulos mundiais, Ferrari e o Olimpo da Fórmula 1. Aposentadoria e retorno, sete títulos e fim da carreira mais memorável do esporte ao deixar o grid de vez, em 2012. Um ano depois, a tragédia do acidente de esqui nos Alpes Franceses que fez o estado de saúde de Schumacher virar um mistério e encerrou, por intermédio da família, a vida pública.

À época, em 1991, o jovem alemão chegou à principal categoria do esporte a motor muito por conta dos esforços do seu agente, Willi Weber, quem descobriu o talento do piloto no kart e, com a ajuda da Mercedes, conseguiu um lugar na Jordan para substituir Gachot, que estava preso em Londres — resultado de uma briga de trânsito com um taxista.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!
Na Garagem: Michael Schumacher estreia na F1 pela Jordan no GP da Bélgica

Mas hoje, o que se quer saber é: como está Schumacher hoje? Schumacher acordou do coma? Por que Weber reclama de ter sido impedido de vê-lo? Schumacher leva uma vida normal ou, como disse Jean Todt, presidente da FIA, ele teve sequelas?

CONFIRA, CURTA E COMPARTILHE O VÍDEO:

MICHAEL SCHUMACHER HOJE: SEQUELAS E ALVO DE CONFLITO ENTRE ESPOSA E EX-EMPRESÁRIO | GP Notícias

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar