Na Garagem: Button põe fim a espera com vitória incrível no GP da Hungria

A torcida inglesa esperou anos por uma vitória de Jenson Button. Ela demorou, mas quando veio, foi de forma espetacular em uma das melhores corridas da década passada, debaixo de chuva na Hungria

O GP da Hungria de 2006, disputado em 6 de agosto, foi uma das melhores corridas de F1 da década passada. E quem venceu foi o cara cuja carreira parece ter apenas vitórias em corridas das mais empolgantes: Jenson Button.

 
No caso, foi a primeira vitória de sua carreira, após uma longa espera. De 2000, ano de sua estreia, até 2006, foram mais de 100 corridas. Como disse James Allen na narração da TV inglesa, muitos disseram que o dia sequer chegaria. Não só chegou, como foi épico.
A largada do GP da Hungria de 2006 (Foto: GEPA Pictures)

           
    google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
    google_ad_slot = “5708856992”;
    google_ad_width = 336;
    google_ad_height = 280;

Button, correndo com a Honda, largou apenas na 14ª colocação em Hungaroring. Em um circuito travado, vencer era algo extremamente improvável. A carta na manga: pela primeira vez em 20 anos de F1 na Hungria, chovia.

 
Kimi Räikkönen, Felipe Massa e Rubens Barrichello saíram nas três primeiras posições, seguidos por Pedro de la Rosa, que chegou a rodar na volta de apresentação. Os postulantes ao título começaram mais atrás: Michael Schumacher em 11º, Fernando Alonso em 15º. Eles eram quarto e sexto ao final da primeira volta, respectivamente.
Foi um pit-stop mal-feito que acabou com a prova de Alonso (Foto: Renault/LAT)
Foi ainda nas voltas iniciais que Alonso fez aquela ultrapassagem memorável sobre Schumacher, por fora na curva 8. Os carros da Bridgestone estavam sofrendo bastante naquelas condições.
 
Com as primeiras paradas acontecendo, Alonso ganhou a posição de Räikkönen e passou a comandar a prova. Já Button deu o bote quando Kimi acertou a traseira de Vitantonio Liuzzi e exigiu a entrada do safety-car. Ali, o piloto da Honda subiu para segundo. Alonso seguiu dominando até a volta 51: a Renault o devolveu à pista após um pit-stop com a roda solta. Fim de prova para o líder do campeonato.
Jenson Button vence o GP da Hungria de 2006 (Foto: Honda)
Button herdou a ponta e foi se mantendo nela até a corrida acabar. Michael Schumacher teve um problema na direção a poucas voltas do fim e perdeu a chance de pódio, mas ainda terminou em oitavo e levou um ponto graças à desclassificação do estreante Robert Kubica — seu carro estava abaixo do peso.
 
De la Rosa, em segundo, teve o único pódio de sua carreira, e Nick Heidfeld, em terceiro, deu à BMW o primeiro pódio na F1. Barrichello terminou em quarto.
 
Button voltou a vencer sob chuva na Hungria cinco anos mais tarde, em 2011. Para a Honda, esta foi a terceira e última vitória como equipe de fábrica na F1, as outras duas vindo lá dos anos 60.
Jenson Button comemorando a primeira de suas 15 vitórias na F1 (Foto: Honda)
PADDOCK GP #40 RECEBE SÉRGIO JIMENEZ

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar