Na Garagem: Villeneuve segura Schumacher na Alemanha e vence na F1 pela primeira vez

Com largada perfeita e segurando a pressão de Michael Schumacher, Jacques Villeneuve levou a bandeira do Canadá ao topo do pódio no GP da Europa, 25 anos atrás

Volta em Mônaco com Hesketh 308 guiada por Jean-Denis Delétraz (Vídeo: Reprodução)

O dia 28 de abril de 1996 marcou a quarta corrida de Jacques Villeneuve na Fórmula 1. E foi naquela data, 25 anos atrás, que o piloto canadense subiu no lugar mais alto do pódio pela primeira vez, no GP da Europa, realizado no circuito de Nürburgring, na Alemanha.

Contratado pela Williams após o título da Indy em 1995, Jacques já tinha impressionado na estreia, quando liderou a maior parte do GP da Austrália, mas amargou o segundo lugar para o companheiro Damon Hill por conta de um vazamento de óleo. Depois de um abandono no Brasil e outro segundo lugar na Argentina, teve o grande momento de glória em Nürburgring.

Após alinhar em segundo lugar no grid, fez uma excelente largada, se aproveitando dos problemas do companheiro Hill e assumindo o primeiro posto com tranquilidade, seguido por David Coulthard, da McLaren, e Rubens Barrichello, da Jordan.

Jacques Villeneuve venceu pela primeira vez em Nürburgring (Foto: F1)

O primeiro stint de Villeneuve na corrida ocorreu sem maiores problemas, abrindo boa vantagem para os adversários, mas as coisas começaram a mudar depois da primeira rodada de pit-stops, quando Michael Schumacher, ainda em suas primeiras corridas pela Ferrari, deixou Coulthard e Barrichello para trás.

Com a segunda rodada de pit-stops completada, Schumacher encostou em Villeneuve nas 15 voltas finais da corrida, tirando uma vantagem que chegou a ser de 8 segundos. Apesar de bastante pressão, o canadense prevaleceu para vencer pela primeira vez na Fórmula 1, 15 anos depois da última vitória do pai, Gilles, no GP da Espanha de 1981.

“É um ótimo sentimento vencer aqui e vencer pela primeira vez na Fórmula 1. É ótimo como time porque fomos competitivos desde o começo da temporada e finalmente estamos no topo do pódio”, disse Jacques após a corrida.

“Nós trabalhamos duro para estar aqui e é bom que veio cedo. O carro era muito melhor na classificação e particularmente bom no terceiro stint, o que foi bom porque Michael estava bem forte e precisávamos do carro bom naquele ponto. Contando que a corrida não ficasse muito ruim com o tráfego, eu conseguia ver onde Michael estava. Às vezes ele ficava perto demais para me sentir confortável, mas tornava divertido. Enquanto eu estivesse na frente, era divertido”, completou.

Ainda em 1996, Villeneuve voltaria a vencer nos GPs da Inglaterra, Hungria e Portugal, terminando a temporada com o vice-campeonato para Hill. Em 1997, brilhou e conquistou seu único título mundial.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar