Na Garagem: Massa contraria expectativas e consegue improvável pole em Mônaco

Há oito anos, Felipe Massa não era exatamente o favorito a cravar a pole no GP de Mônaco, mas surpreendeu ao terminar o sábado com o melhor tempo do Q3 nas ruas do Principado

O desempenho de 2007, com um terceiro lugar no grid e na corrida, era o melhor de Felipe Massa no GP de Mônaco até então. Ainda assim, o piloto da Ferrari não gostava de guiar no Principado, e fazia questão de deixar claro que não se tratava de um circuito no qual ficava confortável.
 
Seu engenheiro, Rob Smedley, queria mudar essa história. O êxito na missão resultou em uma improvável pole-position no dia 24 de maio de 2008.
 
Enquanto Kimi Räikkönen era visto como favorito para a corrida junto de Lewis Hamilton, o inglês passou o fim de semana falando na cabeça de Massa o que era preciso fazer. E, aos poucos, o brasileiro foi fazendo. Com o uso da telemetria, a dupla foi aprimorando cada curva.
 
Massa passou sem maiores problemas pelo Q1 e pelo Q2. Só havia uma coisa que ainda incomodava o engenheiro: era preciso pisar no freio mais tarde na curva 1, a Saint Dévote. O piloto dizia que não era possível, que não havia aderência. Smedley insistia — nem tão educadamente.
 
Na última tentativa, ele enfim arriscou. “Brequei tarde na curva 1, que nunca foi boa para nós na comparação com a McLaren. Brequei muito tarde, mas então vi que o carro parou e consegui sair bem também, então disse ‘OK, preciso forçar na volta toda’, porque aqui tem que ser assim em todas as curvas, do contrário, você pode perder dois ou três décimos muito facilmente. Consegui fazer o mesmo em todas as curvas e sou pole”, falou logo após descer do carro.
 
O tempo de 1min15s787 foi apenas 28 milésimos melhor que o de Räikkönen. Hamilton, terceiro, foi 52 milésimos mais lento.
Felipe Massa precisou se superar para fazer a pole do GP de Mônaco de 2008 (Foto: Ferrari)
Na época, a leitura que se fez foi que Massa passou ali, definitivamente, a ser um candidato ao título — algo que ele pensava desde o início. Antes, havia vencido no Bahrein e na Turquia, mas eram dois circuitos em que já ganhara antes, portanto, podia ser uma questão de afinidade com o traçado. O desempenho no sábado em Monte Carlo serviu como um impulso na confiança, por mais que o domingo tenha sido um tanto adverso.
 
Com Massa em primeiro, um erro de Hamilton virou sorte graças ao safety-car. O piloto da McLaren encostou no muro e teve de ir aos boxes prematuramente. Voltas depois, um acidente de David Coulthard neutralizou a corrida e o deixou em vantagem sobre quem ainda não havia parado. O inglês venceu com Robert Kubica em segundo e Massa em terceiro, e assim saltou para a liderança do campeonato.
PADDOCK GP #29 RECEBE PIPO DERANI E DEBATE GP DA ESPANHA DE F1

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube