Na Garagem: Schumacher tem problema e Alesi consegue única vitória na Fórmula 1

Há 25 anos, Jean Alesi conquistou no GP do Canadá de 1995 sua primeira ― e única ― vitória na Fórmula 1. O francês herdou a liderança após um problema com o câmbio da Benetton de Michael Schumacher

HÁ 25 ANOS, JEAN ALESI TEVE SEU DIA DE GLÓRIA NA FÓRMULA 1. Naquela que era sua 91ª corrida, o francês, enfim, garantiu seu lugar no rol dos vencedores ao receber a bandeirada no GP do Canadá de 1995 com 31s477 de vantagem para Rubens Barrichello. Eddie Irvine completou o pódio.

No Mundial desde 1989, quando surpreendeu na estreia ao conquistar a quarta colocação no GP da França a bordo de uma Tyrrell, Alesi se juntou à Ferrari em 1991, mas a trajetória com o time de Maranello foi marcada por azar e falta de confiabilidade. Com os V12 de Maranello, Jean sofreu com várias quebras de motor, problemas de câmbio, suspensão e etc. Até o dia 11 de junho de 1995, justamente o dia em que o piloto completava 31 anos.

Largando em quinto, atrás do pole Michael Schumacher e de Damon Hill, David Coulthard e Gerhard Berger, Alesi fez uma boa saída, saltou para terceiro ainda na segunda volta e, depois, já no 17º giro, assumiu a segunda colocação, à frente de Hill.

Jean Alesi venceu no dia de seu aniversário (Foto: Reprodução)
Paddockast #64 | OS PILOTOS MAIS SUBESTIMADOS DA HISTÓRIA
Ouça também: PODCASTS APPLE | ANDROID | PLAYERFM

Schumacher, porém, tinha largado bem e liderava a corrida até que, no fim da volta 57, Michael foi forçado a parar nos boxes por conta de um problema elétrica, entregando a ponta a Alesi. O então #1 passou 70s nos boxes e voltou para a pista apenas em sétimo.

Alesi, então, tratou de aproveitar a vantagem que tinha em relação ao restante do pelotão nas últimas 11 voltas, recebendo a bandeirada com 31s477 de vantagem para Barrichello. Irvine ficou em terceiro, na primeira vez em que a Jordan colocou dois carros no pódio.

“Nós estávamos no limite do combustível, então não tinha qualquer chance de diminuir minha desvantagem em relação ao Schumacher”, disse Alesi após a corrida. “Quando me vi em primeiro, faltando apenas dez voltas para o fim, comecei a chorar de alegria. E as lágrimas, naturalmente, dificultavam a visão, então tive de fazer um esforço para me controlar até o fim da corrida”, seguiu.

“Quando Schumacher parou, eu estava fazendo uma curva e vi o volante dele ser retirado. Eu sabia que estava bem colocado e pensei que, finalmente, tinha chegado o momento certo. E foi isso que aconteceu”, relatou. “Eu já tinha visto a placa de P1 muitas vezes, mas nunca na última volta! Ganhar na Ferrari, e ainda por cima nesta pista, ainda me parece inacreditável”, completou.

Aliás, aquele GP do Canadá teve mais uma curiosidade: Alesi corria com a Ferrari #27, mesmo número de Gilles Villeneuve, que dá nome ao traçado canadense. Além disso, foi a 150ª vitória da escuderia de Maranello na F1 e a primeira em Montreal em dez anos.

Após Alesi receber a bandeirada, o público invadiu a pista para celebrar o triunfo do francês, que acabou voltando aos boxes de carona na Benetton de Schumacher.

“Vencer com a Ferrari é especial, algo que você não consegue com nenhum outro time”, comentou. “Eu não poderia ter pedido um presente de aniversário melhor”, completou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO? Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.
Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.
Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube