Negligente, perigoso e imprudente: consultor da Red Bull pede suspensão de Hamilton

Helmut Marko considerou que Max Verstappen foi uma vítima inocente da negligência do rival da Mercedes na primeira volta do GP da Inglaterra. Consultor da Red Bull avaliou que a punição de 10s aplicada pela FIA (Federação Internacional de Automobilismo) foi pequena demais

Acidente entre Max Verstappen e Lewis Hamilton no GP da Inglaterra (Vídeo: F1)

Helmut Marko elencou uma série de adjetivos para definir a atuação de Lewis Hamilton na primeira volta do GP da Inglaterra deste domingo (18). Na visão do consultor da Red Bull, o titular da Mercedes foi negligente, perigoso e impudente.

A largada em Silverstone foi extremamente agressiva. Hamilton partiu para cima de Verstappen desde os primeiros instantes, mas viu o holandês se defender muito bem. Depois de alguns toques, o inglês tentou passar na curva Brooklands, mas Max segurou.

Max Verstappen tocou em Lewis Hamilton na largada (Foto: Reprodução)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Na curva seguinte, a Copse, Lewis mergulhou para tentar cortar na frente de Verstappen, que se defendia ao frear tarde, mas o movimento dos dois carros fez com que o pneu dianteiro direito de Hamilton tocasse o traseiro esquerdo de Max em Silverstone.

Com suspensão quebrada, a Red Bull rodou imediatamente, passou em altíssima velocidade pela brita e acertou em cheio a barreira de pneus. De acordo com a equipe dos energéticos, Max sofreu um impacto de 51G.

Falando à emissora alemã Sky, Marko condenou a atuação de Hamilton e, tal qual Christian Horner, chefe dos rubro-taurinos, fez mais cedo, considerou que o heptacampeão foi o único culpado pelo acidente.

O julgamento da FIA (Federação Internacional de Automobilismo), aliás, não foi muito diferente disso, já que o britânico recebeu uma punição de 10s.

Questionado sobre a sanção a Hamilton, Marko respondeu: “Você não pode fazer isso no código esportivo normal. Não sei qual seria a punição máxima, mas um comportamento tão perigoso e imprudente deveria ser punido com suspensão ou algo assim”.

O consultor insistiu que Hamilton foi o responsável pelo acidente e avaliou que a Copse não é uma curva para aquele tipo de pilotagem.

“Se um competidor toca fortemente nossa roda traseira com sua roda dianteira, então claro que não é mais um incidente de corrida na curva mais rápida”, ponderou. “Este é um comportamento de negligente a perigoso”, disparou.

Ainda, Marko rebateu a posição da Mercedes, que considerou Verstappen o responsável pelo lance em Silverstone.

“São todos cegos. O replay mostrou claramente. Ele atingiu nossa roda traseira direita com o pneu dianteiro esquerdo e mandou Verstappen para as barreiras”, declarou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar