Nem “tenacidade” de Vettel salva: Ferrari vê GP da Espanha como “grande decepção”

Mattia Binotto deu explicações sobre a falha mecânica no carro de Leclerc que o tirou da prova, elogiou estratégia para Vettel e lamentou a perda da terceira posição no Mundial de Construtores para a Racing Point

Mattia Binotto não está nada satisfeito com o desempenho da Ferrari no GP da Espanha do último domingo, disputado no Circuito da Catalunha, em Barcelona, e vencido por Lewis Hamilton.

O chefe da equipe italiana viu Leclerc abandonar a prova e Vettel somar seis pontos com a sétima colocação na prova – esse após o tetracampeão topar arriscar e ficar por 36 voltas na pista com o mesmo jogo de pneus macios. Entretanto, o desempenho deste fim de semana resultou na perda da terceira colocação no Mundial de Construtores para a Racing Point.

“Foi um final de semana muito decepcionante, não só pelo resultado, mas também pela forma que o gerimos. Na classificação de ontem, não aproveitamos ao máximo o potencial que tínhamos à disposição”, lamentou.

Charles Leclerc foi o único piloto a abandonar o GP da Espanha (Foto: Ferrari)

Binotto teve de dar explicações sobre o problema que envolveu o carro de Leclerc, que rodou e, logo em seguida, foi obrigado a abandonar. “Um problema de confiabilidade o tirou da prova. Houve um defeito em uma unidade eletrônica de controle, que resultou no desligamento de seu carro e o fez girar”. Em entrevista dada após o fim do GP da Espanha, o monegasco soltou o verbo contra sua equipe.

Em contrapartida, o líder da Ferrari não poupou elogios à estratégia da equipe para Vettel, que deu ao alemão seis pontos após dois finais de semana para serem esquecidos na Inglaterra. “Sebastian escalou bem o pelotão do grid, mostrou grande tenacidade. Fazer um stint de 36 voltas com pneus macios usados é bastante coisa”.

Sebastian Vettel deu 39 voltas com os pneus macios em Barcelona (Foto: Ferrari)

Por fim, Binotto lamentou ter sido ultrapassado pela Racing Point no Mundial de Construtores. Os 22 pontos somados pela equipe rosa e branca fizeram saltar de quinto para o terceiro lugar com 63 pontos, contra 62 da Ferrari. “Devemos sempre tirar todo o potencial do nosso carro se quisermos recuperar esta posição. E continuar a trabalhar duro para diminuir a diferença para aqueles que estavam fora do nosso alcance”.

A Fórmula 1 volta suas atividades no próximo dia 30 de agosto, com o Grande Prêmio da Bélgica, em Spa Francochamps.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube