Rosberg elogia Wolff em briga pública com Red Bull: “Faz parecer que eles são vilões”

Nico Rosberg elogiou a postura de Toto Wolff, que na visão do alemão, deixa a Red Bull com o papel de vilania na atual disputa entre as equipes

Os melhores momentos do GP da Hungria (Vídeo: GRANDE PRÊMIO com Reuters)

Na ferrenha disputa que se desenha pelo título mundial da temporada 2021 da Fórmula 1, muitos personagens do paddock da categoria dão as impressões a respeito da disputa que Lewis Hamilton e Mercedes travam com Max Verstappen e Red Bull. Desta vez, Nico Rosberg, campeão mundial de 2016, último a derrotar Lewis, opinou sobre a crescente rivalidade entre as equipes.

Em entrevista à Sky Sports, o aposentado Rosberg relembrou os tempos de Mercedes, equipe que defendeu entre 2010 e 2016, e elogiou a postura de seu ex-chefe, Toto Wolff, que para Nico, tem sido muito inteligente ao lidar com a rivalidade criada com a Red Bull, colocando os taurinos na posição de vilões perante o público.

“O gerenciamento é crucial, e Toto tem gerenciado muito bem a situação. Ele realmente está fazendo com que a Red Bull pareça a vilã, por conta dos protestos e tudo mais. Ele é super inteligente para jogar o jogo de mídia e também internamente, realmente anima todos para tentar vencê-los [a Red Bull] juntos”, afirmou Rosberg.

Ao analisar o outro lado da rivalidade, Rosberg criticou a atitude de Christian Horner, chefe taurino, que na visão do agora empresário alemão, tem se equivocado nos posicionamentos, trazendo prejuízos para Max Verstappen e a Red Bull. Por fim, o campeão mundial de 2016 analisou a situação do holandês na briga pelo tão sonhado título da categoria.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Nico Rosberg abraçado a Toto Wolff, comandante do alemão no período de Mercedes (Foto: Reprodução)

“Diria que não foi tão inteligente nos últimos dias. Não foi ideal e talvez tenha levado Max a ter essa explosão [depois da classificação na Hungria] com a imprensa. Então, as atitudes de Christian e Max não são as ideais, isso coloca você em desvantagem”, analisou.

“Aí você não se classifica bem. O carro do Max tinha mais ritmo do que aquilo. As coisas se unem, e diria que a vantagem de Hamilton e da Mercedes é grande no momento. Não devemos subestimar o quão difícil é para Max, pela primeira vez na carreira, ser o favorito a vencer o Mundial. A pressão cresce muito, é complicado lidar com isso”, disse.

“Todos temos que lembrar que ele ainda é muito jovem, apesar de estar na F1 há sete anos. Assim, conseguimos ver que em alguns momentos isso pesa para ele”, concluiu Rosberg.

COMO SERIA A LARGADA GP DA HUNGRIA DE F1 SE HAMILTON ENTRASSE NOS BOXES?

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar