Pirelli pede que FIA faça limpeza de pista em Interlagos após pneus furados no TL1

Mario Isola, diretor da Pirelli, afirmou que a empresa pediu uma limpeza da pista de Interlagos à FIA depois de alguns pilotos sofrerem com pneus furados no TL1 do GP de São Paulo

O primeiro treino livre do GP de São Paulo, realizado nesta sexta-feira (3), trouxe dores de cabeça para algumas equipes — que precisaram lidar com alguns pneus furados durante a atividade. Em particular, Lewis Hamilton e Fernando Alonso precisaram trocar seus compostos ao longo da sessão, ambos com problemas no traseiro esquerdo, e a Pirelli não ficou feliz com o estado da pista na abertura do fim de semana.

Segundo Mario Isola, diretor da Pirelli na Fórmula 1, os furos foram provocados por detritos como parafusos e pregos, que estavam presentes em alguns pontos do traçado. Além disso, pedras que se soltaram do chão e a lama acumulada pela chuva de quinta-feira contribuíram para uma situação perigosa, o que levou a fornecedora de pneus a pedir uma limpeza geral por parte da FIA.

Relacionadas


“Tivemos alguns pneus furados devido aos detritos e também descobrimos alguns defeitos no asfalto. Obviamente, vamos informar à FIA para limpar a pista”, afirmou Isola. “Acredito que o problema esteja mais no pit-lane do que na pista. Mas precisamos prestar atenção, porque tivemos alguns furos”, reclamou.

Diretor de performance da Aston Martin, Tom McCullough também saiu insatisfeito da primeira atividade do fim de semana e afirmou que o traçado ficou bastante prejudicado pela chuva em alguns pontos, com certo acúmulo de lama.

Alonso sofreu com a situação do asfalto no TL1 de São Paulo (Foto: Aston Martin)

“Sempre andamos pela pista, sempre medimos a pista para entender o nível de aderência e o estado geral do asfalto”, afirmou McCullough. “Estava muito sujo em todas as partes que a chuva pegou — é possível ver a lama ao passar”, revelou.

O excesso de sujeira, inclusive, motivou reclamações de Alonso, que se sentiu pilotando “em um aterro”. Instantes depois, o espanhol sofreu com um furo e precisou visitar os boxes. Além dos compostos, as pedras soltas na pista também danificaram a asa dianteira do carro do bicampeão.

“Sempre reportamos o que achamos da pista ao diretor de prova. Dissemos que estava suja”, apontou. “Realmente não notamos os detritos. Quando Fernando [Alonso] saiu pela primeira vez, os primeiros comentários que ouvimos foram: ‘[a pista] está cheia de pedras. Sinto que estou em um aterro conforme ando'”, revelou.

Depois de ver pneus furados no TL1, Pirelli pediu limpeza da pista (Foto: Rodrigo Berton/Warm Up)

“Além disso, podíamos ver a asa dianteira”, pontuou. “A parte dianteira do carro sofreu um impacto forte”, finalizou.

Antes da classificação, a direção de prova anunciou que o início da sessão seria adiado em 15 minutos para a limpeza do traçado. Durante a atividade, Esteban Ocon chegou a reclamar de um “parafuso solto” em uma de suas rodas.

GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades AO VIVO e EM TEMPO REAL e cobre o GP de São Paulo de Fórmula 1 ‘in loco’ com Evelyn GuimarãesGabriel CarvalhoGabriel CurtyJoão Pedro NascimentoLuana MarinoPedro Henrique Marum Rodrigo Berton.

Em SEGUNDA TELA, o GP acompanha a etapa com transmissões da classificação, da sprint e da corrida. Na sexta-feira, no sábado e no domingo, o BRIEFING repercute tudo que acontece na etapa brasileira.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.