Presidente da Ferrari diz que vitória na Austrália foi “uma recompensa”, mas freia entusiasmo: “É errado celebrar demais”

Sergio Marchionne emitiu um comunicado logo após a vitória da Ferrari na Austrália, neste domingo (25). O presidente da icônica marca parabenizou Sebastian Vettel e Kimi Räikkönen e disse que o triunfo foi uma recompensa por todo o trabalho da equipe. Porém, apesar da alegria, o dirigente evitou celebrar demais

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A Ferrari surpreendeu a Mercedes, neste domingo (25), e abriu a temporada 2018 com uma importante vitória no GP da Austrália. Sebastian Vettel aproveitou a intervenção do safery-car virtual para fazer a parada nos boxes e, tirando proveito do ritmo mais lento, voltou à frente de Lewis Hamilton. O inglês ainda ensaiou um confronto, mas não foi capaz de superar o rival. Kimi Räikkönen ainda completou o pódio na terceira colocação. A bem-sucedida performance ferrarista arrancou elogios do presidente da marca, Sergio Marchionne.

 
Logo depois a conquista, o dirigente emitiu um comunicado em que parabenizou Vettel e Räikkönen, além de dizer que a vitória foi uma recompensa pelo trabalho da equipe italiana ao longo dos últimos meses. "Não poderia ter sido um começo melhor para a Ferrari. Ouvir o Hino Nacional da Itália ecoar em Melbourne foi um momento emocionante para todos nós e para todos os fãs da escuderia", falou Marchionne.
O pódio do GP da Austrália (Foto: AFP)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

"É a melhor recompensa possível para a equipe, que construiu um carro competitivo e usou uma estratégia perfeita para aproveitar a maneira como a corrida evoluiu. Parabéns a Sebastian e a Kimi, ambos fizeram uma grande corrida", completou.

 
O presidente ferrarista, no entanto, tratou também de frear o entusiasmo pelo triunfo. "Claro que ainda há um longo caminho a percorrer no campeonato, com mais 20 corridas", acrescentou.
 
"Então, seria errado comemorar demais agora. Sabemos que ainda temos muito trabalho pela frente, mas o primeiro passo foi dado na direção certa", concluiu.

A F1 volta em duas semanas, 8 de abril, com o GP do Bahrein no circuito de Sakhir. Um ano atrás, em 2017, foi Sebastian Vettel quem venceu a prova após largar atrás das duas Mercedes. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades AO VIVO e EM TEMPO REAL.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube