Presidente da FIA diz que governança atrapalha F1 e defende: “Não deveria ser tão duro mudar as coisas”

Presidente da FIA (Federação Internacional de Automobilismo), Jean Todt avaliou que a governança da F1 atrapalha a reação aos problemas que surgem pelo caminho. Dirigente considerou que é preciso fazer mudanças de forma mais rápida

 
Presidente da FIA (Federação Internacional de Automobilismo), Jean Todt admitiu sua frustração com a dificuldade de fazer mudanças na F1. Na visão do dirigente, a governança do Mundial dificulta mudanças, já que tudo tem de passar pelo Grupo de Estratégia, pela Comissão de F1 e pelo Conselho Mundial.
 
Falando à revista norte-americana ‘Racer’, Todt reconheceu que a falta de ultrapassagens é um problema “provavelmente pior agora do que jamais foi”. “Definitivamente, não vai melhorar. Vai ser a mesma coisa pelo resto da temporada”.
Jean Todt lamentou que seja tão duro fazer mudanças na F1 (Foto: AP)

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 3
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

“Infelizmente, a maneira como as coisas estão acontecendo, a realidade é que leva muito tempo”, considerou Todt. “A governança da F1 é, de certa forma, uma segurança para as equipes, mas é um processo de 12 anos. Não deveria ser tão duro assim para mudar as coisas”, defendeu.
 
Todt afirmou que entende que mudanças maiores precisam de projetos de longo prazo, mas lamentou que o Mundial não seja capaz de reagir aos problemas que surgem ao longo do caminho com rapidez.
 
“Posso entender que, para alguns projetos de longo prazo, você precisa de algum tempo para planejar com antecedência, mas, para algumas mudanças simples, é um processo muito duro. E isso deveria mudar”, opinou. “Para mim, isso é muito perturbador para o bom funcionamento do negócio. É uma oportunidade mais fácil para mudar as coisas que precisam ser modificadas. Infelizmente, no momento, da forma que é, isso não é possível”, lamentou.
 
“Nós deveríamos realmente imaginar e prever como a F1 deveria ser em cinco anos, em dez anos. E, partindo daí, provavelmente decidir quais deveriam ser as regras em cinco anos, para que os times possam se preparar aos invés de reagir exageradamente”, concluiu.
 
DEBATE QUENTE SOBRE AS ESTREIAS DE F1 E MOTOGP. ASSISTA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube