Presidente elogia evolução, mas vê Ferrari em posição mais forte somente a partir do GP da Itália

Presidente da Ferrari, Sergio Marchionne está satisfeito com a evolução da equipe italiana em 2015, mas disse que espera ver o time em uma posição mais forte apenas em Monza, na 12ª etapa do Mundial

A evolução da Ferrari neste ano é nítida e já foi reconhecida pelas rivais. É a segunda força no Mundial e a única equipe que conseguiu vencer a Mercedes, mas o desempenho ainda não é suficiente para entrar em uma briga mais direta com a Mercedes. E para o presidente da marca italiana, Sergio Marchionne, a melhor performance do time vermelho será vista apenas em Monza, a segunda prova da metade final da temporada 2015.

No momento, Sebastian Vettel, o terceiro colocado do Mundial, está 49 pontos atrás do líder Lewis Hamilton. E o chefe da Mercedes, Toto Wolff, inclusive, não descarta o alemão da disputa pelo título deste ano, mas acha que seus pilotos podem se afastar ainda mais do ferrarista se mantiverem as dobradinhas até o fim da primeira parte do campeonato.

Sebastian Vettel durante a terceira sessão de treinos livres na Áustria (Foto: AP)

Ainda assim, o tetracampeão já vê a esquadra prateada muito à frente. "Não estamos tão perto quanto esperávamos", afirmou Vettel depois da corrida da Áustria, realizada no último fim de semana. "Nas primeiras dez ou 15 voltas, estávamos andando no limite. Mas então eles escaparam", completou.

Marchionne, entretanto, se mostrou mais otimista que Sebastian. "Os nossos carros estão evoluindo o tempo todo", disse o dirigente. "E acho que, em Monza, estaremos em uma posição muito mais forte", acrescentou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube