Prévia: reação de rivais vira fator extra para já acirrada briga entre Hamilton e Rosberg

A Mercedes regressa ao palco de seu pior GP de 2015 com uma disputa franca entre os pilotos. A etapa de Cingapura deve ser uma das poucas em que Ferrari e Red Bull chegam com capacidade de atormentar Lewis Hamilton e Nico Rosberg

O GP de Cingapura costuma ser um ponto crucial para a reta final das temporadas da F1. Com a fase europeia para trás e pouco tempo de reação pela frente, os erros passam a ser cada vez mais custosos. Isso claramente se aplica à disputa acirrada de Nico Rosberg e Lewis Hamilton, separados por apenas dois pontos. Além da disputa caseira, os dois também vão precisar se preocupar com a concorrência: as particularidades da prova noturna devem permitir brigas acirradas entre Mercedes, Ferrari e Red Bull.
 
Foi em Cingapura, em 2015, que a Mercedes surgiu apenas como uma equipe comum. Tão acostumada a dominar, os bicampeões ficaram muito atrás das principais concorrentes, consequência direta de problemas com os pneus. Hamilton e Rosberg largaram apenas em quinto e sexto, e as coisas não melhoraram na corrida: Lewis abandonou e Nico foi quarto.
Ferrari e Red Bull vão cansar a Mercedes em Cingapura (Foto: AP)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Enquanto isso, Ferrari e Red Bull faziam festa. Sebastian Vettel levou a terceira vitória no ano, enquanto Daniel Ricciardo conseguia um raro pódio. Um ano depois a dupla ainda cria expectativas, mas com papeis trocados: Ricciardo, junto de Verstappen, parece muito capaz de vencer. Para Vettel, assim como Kimi Räikkönen, vai restar acompanhar a escuderia dos energéticos.
 
Isso por conta das características de Marina Bay. O circuito conta com trechos extremamente sinuosos – trata-se do maior número de curvas no calendário, e a grande maioria delas é de baixa velocidade. E isso ajuda muito a Red Bull, como já se viu em Mônaco, por exemplo. O motor Renault, ainda um pouco deficiente, não deve ser um fardo tão grande.
 
Mas também não é certo que, por conta do que se viu em 2015, a Red Bull vai passear. A Mercedes vai ter dificuldades, mas ainda está muito cedo para cravar que Hamilton e Rosberg estão fora da briga pela vitória. Os ultramacios voltam a ser escolhidos pela Pirelli, podendo ser o trunfo da equipe prateada na noite asiática. Vale lembrar que em GPs anteriores – Áustria e Baku – a Mercedes chamou atenção por conseguir fazer muitas voltas com o composto de banda roxa.
A Mercedes não é favorita em Cingapura (Foto: AP)
Logo atrás das três principais equipes, Williams e Force India vão voltar a se enfrentar. As duas equipes brigam pela quarta posição no Campeonato de Construtores, e os indianos devem levar a vantagem em Cingapura: de 2010 para cá, a equipe pontuou em todos os anos. Paul Di Resta até beliscou um pódio em 2012, chegando em quarto. Para a concorrente britânica, até pontuar vai ser um desafio: em pistas mais lentas, Valtteri Bottas e Felipe Massa sempre se complicam.
 
É difícil fazer previsões corretas para GPs em circuitos de rua. Nesse caso, é mais fácil cravar que provavelmente teremos safety-car: ainda não houve uma corrida em Cingapura sem intervenção do carro de segurança, que em algumas ocasiões foi necessário até duas vezes.
PADDOCK GP #46 TRAZ BOB KELLER E DEBATE VITÓRIAS DE FRAGA E PEDROSA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube