Red Bull é convocada por comissários, mas Webber escapa de punição por erro em simulação de largada

Os comissários de prova consideraram satisfatória a explicação da equipe austríaca de que perceberam o erro ao recolher o carro de Mark Webber após uma simulação de largada e logo colocaram o piloto de volta à pista

 As imagens desta sexta-feira em Melbourne
 A volta virtual em Melbourne, narrada por Alonso
 Especial F1 2013, a temporada que vem com rótulo de imprevisível

A temporada 2013 da F1 mal começou, e a Red Bull já foi obrigada a visitar os comissários de prova. Isso aconteceu porque durante o primeiro treino livre, disputado nesta sexta-feira (15), a equipe recolheu o carro de Mark Webber aos boxes depois que o piloto australiano havia simulado uma largada na saída do pit-lane.

Entretanto, o regulamento determina que toda vez que um carro fizer esse tipo de manobra ele de fato é obrigado a entrar na pista. Espertamente, a Red Bull percebeu o erro a tempo e reconduziu Webber de volta ao traçado de Albert Park, para o piloto completar ao menos uma volta. Mesmo assim, a escuderia acabou convocada pelos comissários.

Mark Webber quase foi punido após simular largada (Foto: Red Bull/ Paul Gilham/ Getty Images)

De qualquer forma, os dirigentes se mostraram satisfeitos com a explicação do time e entenderam que esse foi um erro operacional, mas que não colocou em risco a segurança dos demais pilotos, por isso Webber não foi punido.

“A equipe explicou que assim que percebeu o erro mandou o piloto voltar à pista sem fazer qualquer alteração no carro. Como todas as manobras foram feitas com segurança, os comissários aceitaram essas circunstâncias”, afirmou a direção de prova.

Quem também escapou de uma punição foi Jules Bianchi, da Marussia, que entrou nos boxes após a linha divisória, ao final do primeiro treino. Felipe Massa, Esteban Gutiérrez e Valtteri Bottas não tiveram a mesma sorte.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube