Red Bull festeja pole herdada de Verstappen na Itália e traça meta: “Convertê-la em vitória”

Christian Horner comemorou a pole-position herdada de Max Verstappen na Itália, mas a meta mesmo é festejar no domingo

Carlos Sainz sofreu novo acidente em um sábado na Fórmula 1 (Vídeo: Fórmula 1)

Mesmo com a pole-position para o GP da Itália nas mãos de Max Verstappen, Christian Horner não baixou a guarda e segue atento às movimentações das equipes rivais. Após ver seu pupilo herdar a posição de honra no grid por conta da punição imposta a Valtteri Bottas, vencedor da corrida sprint deste sábado (11) em Monza, o chefe da Red Bull foi direto ao traçar as metas para a corrida.

“O objetivo é converter a pole-position em vitória, então teremos alguns desafios amanhã”, o britânico em entrevista à emissora Sky Sports.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Horner destacou a estratégia utilizada pela McLaren, que optou pelos pneus macios na corrida sprint deste sábado. Atento ao ímpeto de Daniel Ricciardo, que divide a primeira fila com Verstappen, Horner elencou as possibilidades para a corrida de domingo.

“Tudo foi ditado desde a largada. Uma boa largada do Max [Verstappen], uma ruim do Hamilton, e nós conseguimos aproveitar isso. Com a boa largada das McLaren de pneus macios, ficamos vulneráveis, mas conseguimos compensar e fomos bem, enquanto Hamilton despencou. Uma vez à frente na curva 2, você está no caminho certo”, comentou.

MAX VERSTAPPEN; MEDALHA; FÓRMULA 1; SPRINT;
Max Verstappen ficou surpreso com o prêmio inusitado neste sábado de F1 sprint (Foto: Fórmula 1/Reprodução)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“Vocês sabem que os pneus macios funcionam por uns quatro metros. Eles [McLaren] estão na primeira fila com um pneu macio. A Mercedes terá o mesmo dilema. No fim das contas, você tem de estar inteiro para receber a bandeira quadriculada”, disse.

Com um olho na equipe de Woking e outro na Mercedes, o dirigente britânico analisou a situação da rival anglo-alemã e explicou o motivo de Lewis Hamilton não conseguir passar Lando Norris e tentar ao menos um lugar no pódio neste sábado. No entendimento de Horner, um problema relacionado à unidade motriz fez com que a Mercedes perdesse velocidade final.

“Eles andaram num bom ritmo e reutilizaram a energia ao invés de usá-la. É o que chamamos de clipping: então, no final das retas, você vê a luz traseira piscando, e isso simplesmente mata sua velocidade na reta”, explicou.

“Vocês puderam ver o Lewis [Hamilton] a 0s5 do Norris. Em termos normais, isso possibilitaria a ultrapassagem, mas isso acaba no fim da reta. Vai ser muito bom nos mantermos na ponta amanhã. Significa que eles não vão conseguir atacar no fim das retas, pois estarão utilizando esse sistema”, destacou.

“Em uma volta lançada,, eles são mais rápidos do que nós. Ainda vejo que estamos sofrendo em algumas curvas, mas estamos com um ritmo consistente. No ar sujo, Max andou no mesmo ritmo de Valtteri quando eles se desgarraram do resto do pelotão. E é claro que você não quer correr muitos riscos em uma corrida como essa. Ficamos felizes com os pontos conquistados e com o fato de largarmos na frente amanhã”, concluiu o chefe da Red Bull.

TUDO SOBRE A CORRIDA SPRINT EM MONZA NESTE SÁBADO | BRIEFING

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar