Red Bull revela que considerou conhecimento de motor Mercedes ao contratar Pérez

Sergio Pérez conhece o motor Mercedes como poucos, consequência de anos de experiência. A Red Bull quer usar o feedback do mexicano para melhorar a unidade de potência da Honda

Sergio Pérez traz experiência e velocidade para a Red Bull, já tendo contrato assinado para substituir Alexander Albon em 2021. Só que um dos conhecimentos do mexicano é mais importante do que os outros: de acordo com o consultor Helmut Marko, a escuderia tem interesse nas informações de Pérez sobre o comportamento do motor da Mercedes.

É que Pérez, apesar de nunca de fato pilotar pela Mercedes, passou a maior parte da carreira usando tal motor. De 2013 para cá, passando por McLaren, Force India e Racing Point, Sergio competiu sempre com a unidade de potência alemã. A Red Bull não viu nenhum outro piloto tão bem posicionado para dar o feedback necessário.

“Há o fato de que ele passou muitas temporadas pilotando com motor Mercedes e entende bem sua dirigibilidade, suas reações”, disse Marko, entrevistado pelo Motorsport.com. “Essas são coisas que já falamos com ele. O Hülkenberg esteve com a Renault. Não dá para usar como referência as três corridas dele com motor Mercedes, até porque ele estava mais preocupado em se acostumar com o carro”, seguiu, fazendo referência às corridas como substituto na Racing Point em 2020.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Os anos de Pérez com motor Mercedes vão ajudar a Red Bull (Foto: Racing Point)

O motor é um aspecto importante para a Red Bull. A escuderia tenta aproveitar ao máximo qualquer evolução possível com a Honda, sabendo que a marca japonesa deixa a F1 ao fim de 2021. Depois disso, os taurinos ficam na torcida por um congelamento das unidades de potência para seguir competindo.

Além das informações trazidas, há também um interesse na inteligência de Pérez. Principalmente ao poupar pneus, um traço visto desde a estreia na F1.

“A primeira coisa que conversei com ele foi sobre a evolução inacreditável que ele teve. Diria que essa foi certamente a melhor temporada desde a chegada dele na F1. Esse é um ponto. O outro é que, na corrida que ele venceu, o Russell não ficou significativamente mais próximo, apesar de ter pneus melhores. Ter a capacidade de julgar esse ritmo, de andar rápido a ponto de preocupar o adversário e ao mesmo tempo não gastar demais os pneus, é algo que o Pérez já mostrou muito bem em algumas corridas”, seguiu.

Pérez forma dupla com Max Verstappen em 2021. O plano inicial do mexicano era seguir na Racing Point, mas esta decidiu assinar com Sebastian Vettel e romper com o mexicano.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube