Renault diz que “coquetel de problemas” vivido em 2015 vai ajudar em “evolução genuína” na próxima temporada

A Renault está otimista para 2016. A montadora, que agora vota a ter equipe própria na F1, acha que o "coquetel de problemas" que enfrentou neste ano será de grande ajuda para promover uma evolução para o próximo ano

A Renault entende que o 'coquetel de problemas' que enfrentou neste ano, além da colaboração de Mario Illien, da Ilmor, vai ajudá-la a se recuperar e dar a volta por cima em 2016, quando novamente terá equipe própria na F1. Para a montadora, será possível ter uma evolução genuína no próximo ano.
 
Em 2015, a marca francesa viveu uma temporada de muitos problemas de confiabilidade, especialmente na primeira parte do campeonato, o que gerou uma série de discussões com a Red Bull. Por conta dos inúmeros desentendimentos, as duas empresas acabaram rompendo os laços. Enquanto a fabricante comprou a Lotus, a equipe austríaca terá de se contentar em competir com os mesmos motores gauleses, mas preparados agora totalmente pela Ilmor
Rémi Taffin está otimista (Foto: Frederic Le Floch/DPPI)
Ainda assim, Rémi Taffin, diretor de operações da Renault, insiste que as coisas serão bem diferentes no ano que vem, principalmente porque a montadora já sabe onde errou com sua unidade de potência. "Nós chegamos para a pré-temporada acreditando que havíamos dado um grande passo adiante. Nós genuinamente pensávamos que tínhamos feito um bom trabalho", afirmou o francês.
 
"E isso realmente aconteceu em algumas áreas, mas fomos pegos de surpresa em três principais frentes. A primeira coisa é que tivemos problemas de confiabilidade dos pistões. Também enfrentamos contratemos com toda a parte eletrônica. As especificações da central eletrônica oram definidas muito tarde e não estávamos realmente prontos. Nós queríamos tanto reduzir a diferença que nos atropelamos."
 
"Mas esse 'coquetel de problemas' nos permitiu também aprender muito e nos certificar de que coisas como essas não voltem mais a acontecer no futuro", acrescentou Rémi.
 
Taffin também falou sobre a colaboração da Ilmor e disse que, embora neste ano não tem representado um grande avanço, a parceria será importante para 2016. "Nós fomos capazes de trazer novos conceitos, por isso vamos continuar com eles no ano que vem", encerrou.

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)<0?n+="px":n,cc.style.display="",s2.width=n,window.frameElement&&(s1.height=c2.offsetHeight+5+"px"),t=500,s1.width="100%"}rs(t)},200)}var c1=window.frameElement?window.frameElement:document.getElementById("crt_ftr"),c2=document.getElementById("crt_ftr"),s1=c1.style;s1.position="fixed",s1.bottom="-4px",s1.left="0px",window.frameElement&&(s1.height="0"),c2.style.textAlign="center",s1.zIndex="60000";var cc=document.getElementById("crt_cls"),s2=cc.parentNode.style;cc.onclick=function(){s1.display="none"};var t=0;rs(0);

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth < 970) ? 302357 : 302359;
document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

PADDOCK GP EDIÇÃO #11: ASSISTA JÁ

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube