Ricciardo acredita que Red Bull ‘encontrará saída’ e ficará na F1: “Estou muito jovem para ter um ano sabático”

Daniel Ricciardo revelou que a cúpula da Red Bull tratou de tranquiliza-lo sobre a permanência da equipe na F1 dias depois do ultimato sobre o recebimento dos motores Ferrari para 2016: “Honestamente, não sinto que vai chegar a esse ponto”

Nesta semana, a Red Bull deu um ultimato: ou recebe a última geração de motores da Ferrari a partir do ano que vem ou deixa o grid da F1 e leva consigo a coirmã Toro Rosso. Neste último caso, quatro talentosos pilotos simplesmente ficariam a pé para 2016: Max Verstappen, Carlos Sainz Jr., Daniil Kvyat e Daniel Ricciardo. O australiano, em entrevista coletiva nesta quinta-feira (24), em Suzuka, disse que a cúpula da Red Bull vai encontrar uma saída e deve seguir na F1 na próxima temporada.

Daniel confirmou que chegou a pedir garantias a Christian Horner e Helmut Marko sobre a permanência do time na F1, mantendo assim sua carreira na categoria. Ricciardo entende que não é a hora de ficar parado. Por isso, ele acredita que a Red Bull vai encontrar uma saída para permanecer no esporte.

Ricciardo acredita que a Red Bull encontrará uma saída e garantirá sua permanência na F1 (Foto: AP)

“Eles estão confiantes de que vamos encontrar isso de uma forma ou de outra. Obviamente, é do nosso interesse tentar obter o melhor. Queremos vencer, então é isso o que estamos tentando fazer”, declarou o piloto.

“Ainda não estive com Dietrich [Mateschitz], mas estou certo de que ele tem suas cartas na manga. Vou deixa-lo fazer o que ele precisa, e se isso atrasar, e a definição não vier, talvez faça um pouco de barulho. Mas, honestamente, não sinto que vai chegar a esse ponto”, afirmou.

“Estou muito jovem para ter um ano sabático”, brincou Ricciardo, assegurando que está tranquilo sobre o assunto. “Mas agora não estou preocupado. Estou é mais curioso para ver o que vai acontecer. Ainda estamos em setembro, e não me interpretem mal, quanto mais cedo tivermos uma resposta, melhor, mas não estamos em novembro, dezembro.”

“Quando chegar ao fim do ano, então você tem de começar realmente a decidir o que vai acontecer. Mas ainda é cedo e estou confiante de que vamos conseguir o que estamos procurando”, finalizou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube