Ricciardo nega que frase em novo capacete seja cutucada na Red Bull e justifica: “Algo louco e diferente”

Daniel Ricciardo tem, além de nova equipe, cores e empresários, também um novo capacete. E este capacete tem uma mensagem que, segundo o piloto, é um incentivo à originalidade

Daniel Ricciardo estreou pela Renault neste último fim de semana, no GP da Austrália. Com novo carro e novas cores aproveitou também para debutar um novo capacete. E a nova pinturaa trazia uma frase: 'Stop being them' – algo como 'Não seja eles'. O que quer dizer isso? Provocação à Red Bull? Ricciardo enfim falou sobre.
 
Segundo o australiano, não, não se trata de uma cutucada ou menção ao ex-time. É uma mensagem de incentivo a ele e qualquer outra pessoa que possa se sentir tocada. 
 
"Não é para a Red Bull, mas apenas ter a liberdade [com a Renault] para fazer o que queria, pensei em escolher algo louco e diferente", disse. 
Daniel Ricciardo (Foto: Renault)

"Então 'pare de ser eles' é basicamente apenas um encorajamento para que você seja você mesmo e não siga tendências. Se você gosta de fazer algo de determinada forma, seja ousado e faça", afirmou.

 
Além de uma nova equipe, Ricciardo também vibrou com o restante das mudanças que fez na carreira: trocar o empresário, por exemplo, bem como criar uma agenda mais pessoal de compromissos promocionais. 
 
"O que foi realmente legal foi não precisar ir a um aeroporto durante seis semanas. Acho que foi o período mais longo em dez anos que eu fiquei fora de aviões. Gosto do ar livre, sair com amigos e tomar umas cervejas", brincou.
 
A estreia de Ricciardo terminou rápido, com um erro dele na largada que rendeu uma chamada do chefe Cyril Abiteboul. Mas a animação pelo que terá na temporada não diminuiu. 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar