F1

Ricciardo reclama de advertência da FIA para Magnussen: “Não é suficiente”

Daniel Ricciardo não gostou nada da postura de Kevin Magnussen no GP da Hungria. Australiano crê que advertência para o dinamarquês foi muito branda, e espera não ser eliminado novamente no Q1, visando evitar este tipo de situação no futuro

Grande Prêmio / Redação GP, de Campinas
Daniel Ricciardo ainda está decepcionado com a postura de Kevin Magnussen no GP da Hungria. O australiano da Renault foi fechado diversas vezes pelo dinamarquês da Haas no estágio final da corrida, e ficou com um modesto 14º lugar.
 
Ricciardo afirma que Magnussen moveu o carro mais de uma vez em movimento de freada, algo que não é permitido pelo regulamento. A FIA deu apenas uma advertência para o piloto da Haas, que foi o 13º.
 
"Nas duas primeiras, eu deixei passar e não reclamei. Não queria ser o cara que vai para o rádio imediatamente. Pensei em deixar ele agressivo um pouco. Mas houve momentos em que ele fez mais de um movimento. Estava com a preferência por dentro, ele veio freando e me empurrando o máximo que podia, e ali eu falei algo. Para mim, foi um movimento enquanto freava, coisa que não gostamos", disse o australiano em entrevista ao site norte-americano ‘Motorsport.com’.
Daniel Ricciardo (Foto: Renault)
Apesar da insatisfação, o piloto da Renault não cobrou explicações de Magnussen, mas afirmou que uma simples advertência é uma punição muito branda para a postura do dinamarquês na pista.
 
"Eu ia, mas me falaram pra respirar e deixar pra lá. Está tudo bem. São corridas, mas é claro que nós pilotos concordamos e falamos com os comissários sobre. Ele se moveu enquanto freava mais de duas vezes. Ouvi que ele ganhou uma advertência, mas isso não é suficiente", seguiu.
 
Mesmo frustrado, Ricciardo também se cobrou por ser eliminado ainda no Q1 durante o treino classificatório. A Renault decidiu trocar o motor do australiano, que largou na última posição e fechou mais uma corrida fora dos pontos.
 
"Eu fiquei frustrado com o Kevin, mas para ser sincero, é isso que acontece quando você larga no fundo. Em vez de ficar frustrado com ele, temos que focar em nós mesmos. Indo para o Q3, que é onde deveríamos estar, provavelmente teríamos menos destes problemas", completou.
 
Paddockast #27
Schumacher e Vettel: UNIDOS POR UM RECORDE


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM


Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.