Rosberg deixa rivalidade de lado e “tira chapéu” para domínio de Hamilton na F1

Nico Rosberg não tem uma palavra ruim para falar sobre a fase de Lewis Hamilton. O alemão vê o domínio consolidado na F1 como “um dos maiores feitos de todos os esportes”

Nico Rosberg não nega: Lewis Hamilton faz um trabalho tremendo na Fórmula 1, dentro e fora das pistas. O alemão, um dos maiores rivais do britânico e aposentado desde 2016, refletiu que o britânico alcança feitos dos mais difíceis no pináculo do automobilismo. Além de ser excelente piloto, Lewis conseguiu perpetuar um domínio de anos.

“Eu tenho um respeito enorme pelo que ele conseguiu alcançar”, disse Rosberg, entrevistado pela agência Reuters. “Uma coisa é estar no nível em que ele está, sendo um piloto fenomenal. Só que continuar em alta, mantendo alto nível ano após ano e sendo o cara a ser batido, isso é muito difícil. Isso certamente será lembrado como um dos maiores feitos de todos. Não só da F1, de todos os esportes. Só posso tirar meu chapéu”, destacou.

Rosberg foi o único a derrotar Hamilton na era híbrida. Uma campanha inspirada em 2016 colocou o alemão em vantagem após dois anos de derrotas. O título serviu de pretexto para uma aposentadoria precoce, que colaborou para uma segunda fase de domínio de Lewis. É que Valtteri Bottas nunca representou o mesmo tipo de ameaça, enquanto a Ferrari não foi capaz de transformar bons carros em canecos.

Lewis Hamilton não para de quebrar recordes (Foto: Beto Issa)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Uma consequência da grande fase é a incessante quebra de recordes. Hamilton já é o piloto com mais vitórias na história, superando Michael Schumacher, e se aproxima de igualar o total de sete títulos.

Olhando de fora, Rosberg também se impressiona com o impacto social de Hamilton. O britânico trouxe o movimento ‘Black Lives Matter’ para a F1, com pilotos se ajoelhando antes de cada GP em um protesto antirracista. Mais recentemente, Lewis foi ao pódio com uma camisa recordando o assassinato de Breonna Taylor pela polícia americana, ato que até gerou incômodo na FIA.

“É muito legal ver como o Lewis usa sua plataforma e seu reconhecimento para fazer o bem no mundo. Ele realmente pensa pra frente, no futuro. Tenho um respeito enorme por isso. Mesmo em meio a essa loucura de ser o melhor de todos os tempos da Fórmula 1, ele ainda tem a capacidade de pensar nos outros e isso talvez seja algo que eu respeite ainda mais”, encerrou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar