Rosberg sobra e volta a comandar F1 no último treino livre antes da classificação do GP do Japão

Mesmo com certa hesitação das equipes por conta do tempo instável e grande risco de chuva para a classificação, a Mercedes seguiu na frente. E com boa vantagem para as rivais. De novo, Nico Rosberg foi o mais veloz do sábado no último treino livre antes da definição do grid

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);
A enorme chance de chuva que assola o sábado (8) em Suzuka provocou certo temor e ligou o sinal de alerta entre os pilotos, que andaram pouco na última chance de ajuste dos carros para a classificação do GP do Japão. As nuvens escuras no céu e a pista úmida atrasaram os trabalhos, que só começaram mesmo com 20 minutos de sessão. E mesmo diante das condições adversas, a Mercedes se manteve suprema. De novo, com Nico Rosberg. O alemão se impôs uma vez mais e deixou o recado: é o grande favorito à pole logo mais.

Só que o treino ainda viu uma surpresa: Lewis Hamilton ficou longe do colega de Mercedes. Sem conseguir acertar uma volta veloz no fim da sessão, o inglês ficou apenas em sétimo. Quem apareceu bem, na verdade, foi Daniel Ricciardo. O australiano se colocou em segundo, a pouco mais de 0s3 da marca do líder. Sebastian Vettel completou os três primeiros. Entre os brasileiros, Felipe Massa terminou as atividades com uma sexta colocação, enquanto Felipe Nasr foi o 17º.

Nico Rosberg liderou o TL3 em Suzuka, no Japão (Foto: Mercedes)

Confira como foi o terceiro treino livre da F1 para o GP do Japão

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

O traçado de Suzuka amanheceu bastante molhado depois da chuva que despencou sob a região durante a madrugada deste sábado (8). E o dia, por consequência, também começou frio e com nuvens escuras no céu. Por isso, quando a luz verde acendeu no fim do pit-lane japonês, os primeiros pilotos que deixaram os boxes optaram já pelos pneus intermediários – de fato, a pista parecia bem úmida em muitos pontos. E o primeiro a sair foi Jolyon Palmer, com a Renault. O inglês foi seguido por Romain Grosjean, da Haas. Sebastian Vettel e Nico Rosberg também foram à pista na sequência, também usando os intermediários. Já a Williams mandou seus dois pilotos com os pneus para pista muito molhada – os de risca azul. Só que a informação mais precisa sobre o estado do asfalto foi dada por Esteban Ocon. O jovem piloto da Manor, após uma primeira volta de instalação, decretou que já era possível andar com os compostos slicks. 

 
Ao todo, 13 pilotos saíram nos minutos iniciais para as voltas de instalação e checagem da pista – o último deles foi Lewis Hamilton, que também optou pela cautela e preferiu usar os intermediários em seu primeiro giro por Suzuka. Importante lembrar que a Pirelli, além dos dois compostos de chuva, também disponibilizou aos pilotos os slicks médios, duros e macios. 
 
Aí, com pouco mais dez minutos de treino, Jenson Button se juntou ao compatriota da Mercedes. Só que o piloto da McLaren decidiu iniciar as atividades com os compostos médios – de marca branca.  Foi o primeiro a seguir o conselho do novato Ocon. Button deu apenas um giro e rapidamente retornou às garagens. E tão logo voltou, seu companheiro de equipe, Fernando Alonso, decidiu sair, usando também os médios.
Fernando Alonso foi o primeiro a marcar tempo em Suzuka no TL3 (Foto: McLaren)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

E coube ao bicampeão abrir a tabela de tempos. O espanhol virou em sua primeira passagem cronometrada 1min35s935. E isso com 20 minutos de sessão. 

Alonso logo retornou aos pits, deixando Esteban Gutiérrez sozinho na pista, também com os médios. Mas o mexicano não permaneceu só por muito tempo, mas foi suficiente para se colocar em segundo na lista, mas muito longe da marca do líder. Só que Gutiérrez enfrentava alguns dramas. Primeiro, deu uma escorregadinha durante a volta rápida, para, mais tarde, sair completamente da pista no primeiro setor. 
 
Logo a Mercedes mandou Rosberg de volta ao trabalho, igualmente calçado com os compostos brancos. Sem erros, o alemão logo se posicionou na ponta, com 1min33s230 – 2s7 melhor que Alonso. Hamilton veio na sequência. Também andando com os médios, o inglês foi apenas 0s054 mais lento que o companheiro de equipe. Ainda, durante o giro, Lewis se queixou de uma elevação de temperatura dentro do carro. Por isso, logo retornou aos boxes nipônico. 

Quem decidiu sair em seguida foi a Ferrari com seus dois pilotos, ambos com os médios. E andando na casa de 1min33s590, Kimi Räikkönen se colocou em terceiro, à frente de Vettel. Aí uma cada vez mais impressionante Force India botou Nico Hülkenberg e Sergio Pérez na sequência. Mas Max Verstappen tratou de cavar um lugar entre os carros ferraristas. Kevin Magnussen, Grosjean e Alonso completavam os dez primeiros.

Kimi Räikkönen ficou próximo da Mercedes (Foto: Ferrari)

Após a primeira meia hora do TL3, muita gente decidiu já pelos macios, como forma de avaliar o desempenho para a classificação. Os dois carros da Williams e a Haas de Gutiérrez também. Assim, a ordem do top-10 era: Rosberg, Hamilton, Räikkönen, Ricciardo, Verstappen, Gutiérrez, Vettel, Bottas, Massa e Hülkenberg.

A verdade é que as equipes viviam um dilema quanto à estratégia para o treino classificatório e a corrida, especialmente por conta da imprevisibilidade do tempo na região da pista japonesa. Ainda assim, nos dez minutos finais, as três equipes de ponta mandaram seus pilotos à pista com os macios. E quem puxou a fila foi Rosberg.

Portanto, foi dele também o melhor tempo em 1min32s092, impondo uma diferença de 1s1 em Hamilton. O inglês, na verdade, não conseguiu encaixar uma volta competitiva e fechou a sessão apenas em sétimo. Quem se destacou na parte final foi a Red Bull, com Daniel Ricciardo, que se colocou em segundo.

Vettel colocou a Ferrari em terceiro, logo à frente de Räikkönen e Massa. Um surpreendente Palmer surgiu em oitavo, com o companheiro Magnussen em nono. Hülkenberg completou os dez primeiros. Felipe Nasr foi o 17º.

A F1 volta logo mais, às 3h (de Brasília), com a classificação do GP do Japão.

F1, GP do Japão, Suzuka, Treino livre 3:

1 6 NICO ROSBERG ALE MERCEDES 1:32.092   14
2 3 DANIEL RICCIARDO AUS RED BULL TAG HEUER 1:32.394 +0.302 10
3 5 SEBASTIAN VETTEL ALE FERRARI 1:32.731 +0.639 12
4 33 MAX VERSTAPPEN HOL RED BULL TAG HEUER 1:32.784 +0.692 13
5 7 KIMI RÄIKKÖNEN FIN FERRARI 1:33.011 +0.919 12
6 19 FELIPE MASSA BRA WILLIAMS MERCEDES 1:33.271 +1.179 13
7 44 LEWIS HAMILTON ING MERCEDES 1:33.284 +1.192 10
8 30 JOLYON PALMER ING RENAULT 1:33.639 +1.547 11
9 20 KEVIN MAGNUSSEN DIN RENAULT 1:33.639 +1.547 12
10 27 NICO HÜLKENBERG ALE FORCE INDIA MERCEDES 1:33.646 +1.554 16
11 14 FERNANDO ALONSO ESP McLAREN HONDA 1:33.714 +1.622 9
12 21 ESTEBAN GUTIÉRREZ MEX HAAS FERRARI 1:33.787 +1.695 11
13 77 VALTTERI BOTTAS FIN WILLIAMS MERCEDES 1:33.865 +1.773 12
14 11 SERGIO PÉREZ MEX FORCE INDIA MERCEDES 1:33.921 +1.829 13
15 26 DANIIL KVYAT RUS TORO ROSSO FERRARI 1:34.037 +1.945 10
16 8 ROMAIN GROSJEAN FRA HAAS FERRARI 1:34.272 +2.180 11
17 12 FELIPE NASR BRA SAUBER FERRARI 1:34.388 +2.296 12
18 9 MARCUS ERICSSON SUE SAUBER FERRARI 1:34.544 +2.452 13
19 22 JENSON BUTTON ING McLAREN HONDA 1:34.548 +2.456 11
20 31 ESTEBAN OCON FRA MANOR MERCEDES 1:35.230 +3.138 13
21 94 PASCAL WEHRLEIN ALE MANOR MERCEDES 1:37.256 +5.164 10
22 55 CARLOS SAINZ JR ESP TORO ROSSO FERRARI 1:56.323 +24.231 3
    TEMPO 107% TL3   1:38.538 +6.446  
               
RECORDE MICHAEL SCHUMACHER ALE FERRARI 1:28.954 07/10/2006  
MELHOR VOLTA KIMI RÄIKKÖNEN FIN McLAREN MERCEDES 1:31.540 09/10/2005  

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube