F1

Rosberg vira jogo, tira invencibilidade de Hamilton e crava pole do GP do Bahrein. Massa larga em sétimo

Nico Rosberg vai largar na pole do GP do Bahrein depois de se ver humilhado nos treinos livres pelo companheiro Lewis Hamilton. É a primeira vez no ano que o líder do campeonato bate o inglês. Felipe Massa sai em sétimo, beneficiado pela punição dada a Daniel Ricciardo

Warm Up / EVELYN GUIMARÃES, de São Paulo / VICTOR MARTINS, de São Paulo
Tinha uma personagem na ‘Escolinha do Professor Raimundo’, o Sandoval Quaresma, que era assim: respondia a todas as perguntas impecavelmente e, na hora de tirar o dez, vinha com um absurdo imenso. A nota vinha baixa, e ele respondia: “Tava indo tão bem...”. O Quaresma de hoje na F1 é Lewis Hamilton. Porque de nada adiantou o camarada andar todos os treinos livres possíveis na frente, longe de tudo e de todos. Chegou no Q3, e Nico Rosberg fez uma voltaça, 1min33s185, e tirou a invencibilidade do companheiro em classificações em 2014.

Foram quase 0s3 sobre Hamilton, que vai ter de amargar o segundo lugar no grid. Nada que também seja o fim do mundo, afinal são os dois que vão brigar pela vitória amanhã na noite do Bahrein. Não tem para ninguém do resto.
 
A segunda fila teria Daniel Ricciardo em terceiro, mas o coitado foi punido lá na Malásia por causa da presepada da Red Bull no pit-stop e vai perder dez posições. Nisso, é Valtteri Bottas o primeiro privilegiado. A seu lado, assim, larga em quarto Sergio Pérez.
 
Nisso, Felipe Massa também herda uma posição no grid, subindo do seu oitavo lugar para sétimo.
Nico Rosberg quebrou o domínio de Lewis Hamilton neste sábado no Bahrein (Foto: Beto Issa)
Confira como foi a classificação da F1 no Bahrein neste sábado

Esteban Gutiérrez foi o primeiro piloto a surgir na pista no fim de tarde em Sakhir para a primeira fase da classificação neste sábado (5). O mexicano foi seguido logo por Sergio Pérez, Nico Hülkenberg, Daniil Kvyat, Jean-Éric Vergne e Romain Grosjean. Ninguém quis perdeu tempo neste início de Q1.

E o piloto da Sauber foi também o primeiro a disparar o cronômetro no Bahrein. Ele virou 1min38s521 em sua primeira tentativa, sendo logo superado por Pérez, que veio com 1min37s853. Aí Hülkenberg também se colocou forte e foi para ponta, com 1min36s883. Grosjean apareceu em segundo em seguida, empurrando Kvyat, Pérez e Gutiérrez para terceiro, quarto e quinto, respectivamente.

A pista, então, se encheu de vez — com exceção da Williams, que ainda matinha seus pilotos nas garagens —, e Ricciardo saltou para frente com 1min36s676, com Fernando Alonso já em segundo, apenas 0s053 do australiano. Hülkenberg e Grosjean ainda mantinham suas posições no top-4. Mas aí Lewis Hamilton já botou ordem, com 1min35s323, trazendo consigo Nico Rosberg, 0s116 atrás do colega.

Ricciardo, 1s3 mais lento, ainda vinha em terceiro, seguido de Alonso, Hülk, Jenson Button, Sebastian Vettel, Grosjean, Kevin Magnussen. Gutiérrez, então, surgiu em terceiro, 1s2 atrás dos líderes.

Com cinco minutos para o fim, a Williams mandou seus dois pilotos à pista. Valtteri Bottas saiu à frente de Felipe Massa. Ambos com pneus macios. De cara, o finlandês se pôs em primeiro, com 1min34s934. Massa surgiu em terceiro. Mas logo a tabela ficaria ainda mais embaralhada.

Isso porque Hülkenberg apareceu forte, com 1min34s874, também calçado com os amarelos, garantindo com louvor passagem para a parte intermediária da classificação. Bottas ainda era segundo, enquanto Pérez subia para terceiro, à frente de Massa.
Felipe Massa e sua bela Williams (Foto: Getty Images)
Kimi Räikkönen e Fernando Alonso também se infiltraram no top-10 entre as Mercedes nos instantes finais, assim como Kevin Magnussen, que também subiu bem para sétimo, deixando Hamilton, Daniil Kvyat e Nico Rosberg em sétimo, oitavo e décimo.

Na parte debaixo da tabela, Grosjean tirava Maldonado do Q2 — o franco-suíço ainda teve de lidar com o bloqueio de Adrian Sutil, o incidente foi parar na sala dos comissários. O alemão da Force India, Kamui Kobayashi, Jules Bianchi, Marcus Ericsson e Max Chilton fizeram companhia ao venezuelano na eliminação no Q1. Para a fase intermediária, Vettel, Button, Vergne e Gutiérrez também se salvaram.
 
Q2 — Mercedes poupa, Williams empata e Vettel e Hülkenberg ficam fora

O primeiro minuto da segunda parte da classificação viu Valtteri Bottas ser o primeiro a ganhar a pista. Hülkenberg, Pérez, Hamilton, Massa e as duas Ferrari saíram logo na sequência.

O finlandês da Williams deu início a disputa do top-10 com 1min36s070. Mas aí Kimi Räikkönen, com pneus macios, veio para a ponta com 1min34s925. Mas aí, como virou costume nos momentos decisivos, a Mercedes colocou seus dois pilotos em primeiro e segundo, com Rosberg (1min33s703) à frente de Hamilton.

Ricciardo era terceiro, mas 0s8 longe dos líderes. Button, Alonso, Magnussen, Räikkönen, Hülkenberg, Kvyat e Massa. Na degola, Pérez era 11º, um décimo atrás de Massa. Bottas, Vergne e Gutiérrez vinham na sequência.
Lewis Hamilton refugou e larga em segundo (Foto: Getty Images)
Nos minutos finais, enquanto Rosberg e Hamilton optaram por permanecer nas garagens, Vettel veio com a oitava marca para tentar o Q3, com 1min41s1. Bottas também estava na pista, assim como Massa. Valtteri pulou para sexto, enquanto o brasileiro saltou para oitavo. As duas Ferrari também tentavam se garantir.

No fim, o tetracampeão da Red Bull acabou fora do Q3 pela segunda vez no ano. Hülk, apesar do bom desempenho no Q1 e na primeira parte do Q2, também foi limado. Kvyat, Vergne, Gutiérrez e Grosjean completaram os eliminados.

Para a briga da pole, Ricciardo ficou em terceiro, só atrás das Mercedes. O australiano, é sempre bom dizer, vai perder dez posições no grid depois do incidente do pit-stop na Malásia. Button, Alonso, Pérez também conseguiram passar na peneira, seguidos por Bottas e Massa, que ainda cravam o mesmo tempo no final: 1min34s842. Magnussen e Räikkönen também foram ao Q3.

Q3 — Mercedes voa, Massa nem tanto

Novamente, Bottas foi o primeiro a ganhar a pista na abertura da disputa da pole no Bahrein, com pneus amarelos novinhos. Pérez, Ricciardo, Magnussen, Massa e Alonso seguiram logo o exemplo do nórdico na primeira tentativa de todos.

Valtteri inaugurou a tabela com 1min34s247. Massa veio três décimos pior, ficou em segundo, mas logo foi superado por Pérez. Mas nada disso adiantou muito. Quando Nico Rosberg cruzou a linha de chegada já na noite de Sakhir foi como se a Mercedes dissesse: não tentem nada. O alemão veio com 1min33s185 e praticamente assegurou a pole.

Hamilton foi quem deu chance, ficando a apenas 0s279 para Rosberg. 1s atrás, Bottas era terceiro, à frente de Pérez, Massa, Button, Ricciardo, Magnussen e Alonso.

Na rodada final de voltas rápidas, Räikkönen foi o primeiro a sair. Logo o restante veio atrás do finlandês. E Kimi, então, se colocou em sexto. Ricciardo garantiu o terceiro posto, mas vai perdê-lo para a corrida deste domingo. Bottas ainda voou no fim para ficar em quarto, mas larga em terceiro com a punição do australiano. E quem vai dividir com ele a segunda fila será Sergio Pérez. Räikkönen, então, ficou em quinto, à frente de Button, Massa, Magnussen e Alonso.
Eis os três primeiros colocados do GP do Bahrein (Foto: Beto Issa)
Lá na frente, Rosberg nem precisou se esforçar mais para ficar com a posição de honra do grid.  Hamilton fez o trabalho ao cometer um errinho em sua volta final. Ainda assim, a primeira fila é toda da Mercedes no Bahrein.

Horas depois, Adrian Sutil acabou punido por bloquear Esteban Gutiérrez e vai largar em último na corrida.

O GP árabe, o terceiro de 2014, acontece às 18h, no horário local, 12h (de Brasília), com cobertura completa do GRANDE PRÊMIO.
 

Viaje para Mônaco e acompanhe o GP mais tradicional do Mundial da F1 com o GRANDE PRÊMIO por um PREÇO ESPECIAL. Veja o pacote aqui:
Foto: Mais uma novidade nesta semana de início da F1: leitor/seguidor do GRANDE PRÊMIO tem preço especial na compra dos pacotes com a AMK Viagens. Já pensou em ir para Mônaco e acompanhar essa F1 imprevisível no glamour do Principado? Dica de amigo: dá uma olhadinha, fala com os amigos e entra em contato com o Edgar Efeiche para uma viagem em alta velocidade: http://www.amkviagens.com.br/2011/index.php/terrestres_internacionais/ver/104

F1, GP do Bahrein, Sakhir, grid de largada:

1 6 NICO ROSBERG ALE MERCEDES   1:33.185   12
2 44 LEWIS HAMILTON ING MERCEDES   1:33.464 +0.279 12
3 77 VALTTERI BOTTAS FIN WILLIAMS MERCEDES   1:34.247 +1.062 15
4 11 SERGIO PÉREZ MEX FORCE INDIA MERCEDES   1:34.346 +1.161 19
5 7 KIMI RÄIKKÖNEN FIN FERRARI   1:34.368 +1.183 15
6 22 JENSON BUTTON ING McLAREN MERCEDES   1:34.387 +1.202 17
7 19 FELIPE MASSA BRA WILLIAMS MERCEDES   1:34.511 +1.326 14
8 20 KEVIN MAGNUSSEN DIN McLAREN MERCEDES   1:34.712 +1.527 17
9 14 FERNANDO ALONSO ESP FERRARI   1:34.992 +1.807 17
10 1 SEBASTIAN VETTEL ALE RED BULL RENAULT   1:34.985 +1.800 9
11 27 NICO HÜLKENBERG ALE FORCE INDIA MERCEDES   1:35.116 +1.931 12
12 26 DANIIL KVYAT RUS TORO ROSSO RENAULT   1:35.145 +1.960 14
13 3 DANIEL RICCIARDO AUS RED BULL RENAULT P +10 1:34.051 +0.866 16
14 25 JEAN-ÉRIC VERGNE FRA TORO ROSSO RENAULT   1:35.286 +2.101 14
15 21 ESTEBAN GUTIÉRREZ MEX SAUBER FERRARI   1:35.891 +2.706 14
16 8 ROMAIN GROSJEAN FRA LOTUS RENAULT   1:35.908 +2.723 10
17 13 PASTOR MALDONADO VEN LOTUS RENAULT   1:36.663 +3.478 7
18 10 KAMUI KOBAYASHI JAP CATERHAM RENAULT   1:37.085 +3.900 6
19 17 JULES BIANCHI FRA MARUSSIA FERRARI   1:37.310 +4.125 6
20 9 MARCUS ERICSSON SUE CATERHAM RENAULT   1:37.875 +4.690 7
21 4 MAX CHILTON ING MARUSSIA FERRARI   1:37.913 +4.728 6
22 99 ADRIAN SUTIL ALE SAUBER FERRARI P +5 1:36.840 +3.655 5
    TEMPO 107% Q1     1:40.979 +7.794  
                 
RECORDE MARK WEBBER AUS RED BULL RB1   1:29.527 02/04/2005  
MELHOR VOLTA PEDRO DE LA ROSA ESP McLAREN MP4-20   1:31.447 03/04/2005